Solução inteligente: entenda a política de água em Singapura

em Mundo/News & Trends por

As condições meteorológicas incomuns aumentam o desafio. Embora não na mesma escala que o estado da Califórnia e em outras áreas dos EUA que enfrentam uma seca, Singapura recentemente passou por um dos períodos secos mais longos de sua história.

Com a mudança climática, os eventos extremos podem se tornar mais frequentes.

Desde os dias de tentar superar os desafios (sem aquíferos naturais e terra limitada para coletar e armazenar a água da chuva), Singapura tornou sua vulnerabilidade em um ativo estratégico.

Com sua forte ênfase em tecnologia, o país desenvolveu o sistema NEWater – uma própria marca de água de alta qualidade recuperada e produzida pelo serviço público de Singapura – que produz a dessalinização.

água copo

Através de uma gestão integrada, a Agência Nacional de Águas de Singapura fechou com sucesso o “circuito de água”. Todo o ciclo da água é processado: desde a coleta de água da chuva para a purificação e abastecimento até o tratamento da água utilizada.

Os avanços na tecnologia de membrana permitem reciclar a água usada tratada, e assim, desenvolver a NEWater, uma fonte segura e sustentável de água.

Essa fonte não sacrifica a qualidade da água – que está bem dentro das diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Agência de Proteção Ambiental dos EUA. A NEWater é o pilar da sustentabilidade da água do país.

Singapura está planejando a expansão de sua capacidade de NEWater e já aumentou a estrutura de dessalinização para atender até 80 por cento de sua demanda de água em 2060.

Para fortalecer ainda mais a capacidade de resistência do abastecimento de água, o país asiático estuda a possibilidade de extração de águas subterrâneas.

A tecnologia também pode ajudar a atenuar os aspectos menos desejáveis ​​de uma determinada fonte de água. A dessalinização é uma das quatro fontes de água (juntamente com a captação de água local, água importada e NEWater), mas essa fonte de energia continua sendo a mais intensiva.

Hoje Singapura tem mais de 130 companhias de água e 26 centros de pesquisa. Este setor da água diversificada inclui empresas com sede em Singapura, como a Hyflux Ltd., Keppel Corp e Sembcorp Industries; além de nomes internacionais como Black & Veatch, CH2M Hill, General Electric e Siemens; e start- ups como a Hydro Vision Asia, Aquaporin Asia, Visenti, Fluigen e MINT.

Além disso, as políticas de gestão de água devem enfatizar a flexibilidade sobre a consideração dos custos em curto prazo e a facilidade de construção.

Singapura também desempenha um papel fundamental na formação do diálogo entre os personagens políticos, especialistas em água e líderes da indústria sobre as questões da água, os desafios e soluções.

“Acreditamos que é igualmente importante continuar buscando relações de colaboração local e internacional com empresas privadas e agências governamentais”, diz Harry Seah, líder do Departamento de Tecnoloia na Junta de Serviços Públicos de Singapura.

© 2014, IBTimes.

banner_revista

loading...

Comentários no Facebook