-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Category archive

Monocotidiano - page 6

Só para esclarecer.

em Monocotidiano por

… a posição que você dorme não significa nada sobre o seu relacionamento. Nada. A não ser que ele não está ruim a ponto de tirar o seu sono. Durma do jeito que quiser e tenha um bom relacionamento quando estiverem acordados. Não seja idiota. São só duas pessoas dividindo uma cama. Para de ser babaca.

… o tamanho e formato dos dedos do seu pé não diz nada sobre a sua personalidade. Nadica de nada. Você não é mais segura por ter o segundo dedo do pé direito maior que o terceiro. No máximo você tem um pé torto. Você não tem mais confiança na vida ou poder de liderança por causa da extensão de uma extremidade do corpo que depende única e exclusivamente da genética. Para de arrumar desculpa pros seus problemas e vai se tratar.

Continue lendo

Perdas e ganhos

em Monocotidiano por

Essa história de que toda história tem dois lados foi inventada por algum político. Normalmente tudo tem muito mais lados do que isso.

A política é que virou essa coisa preta e branca, binária, 0 e 1, sim e não.

E a gente foi perdendo a capacidade de fazer exatamente o que é o principal na política: dialogar, conversar, entender, negociar, abrir mão, ganhar e perder.

As vitórias são legítimas. Tão legítimas quanto o ódio dos apoiadores.

Continue lendo

Pitacos

em Monocotidiano por

A internet é um festival de culpas.

Bolos que você pode fazer em 15 minutos, para você saber que se não fez é por ser muito preguiçoso.

A solução para o sucesso na carreira, que é simples e fácil, claro, e se você não é ainda CEO de uma super multinacional você é um fracassado.

Tudo que você pode fazer pelo seu filho (e que milhões de mães ao redor do mundo já fazem) para que ele seja mais inteligente/esperto/independente/desenvolvido/supermasterdouniverso/gênio e você se desespera ao perceber que seu filho de um ano e meio ainda não come sozinho, não limpa a própria bunda, não faz obras de arte expostas no MoMA e não escreveu um livrinho sequer.

Continue lendo

Vingança na Teodoro Sampaio

em Monocotidiano por

Quando você tinha 15 anos e uma banda, a Teodoro Sampaio era o paraíso.

Um monte de lojas de música, guitarras, baixos, violões e baterias de todas as marcas, modelos e sons. Lojas grandes, espaçosas, você podia experimentar todos os instrumentos que jamais teria como comprar e descobrir o verdadeiro segredo dos músicos profissionais. E não era o instrumento, já adianto.

Quando você tinha 15 anos e uma banda, a Teodoro Sampaio era o inferno.

Um monte de lojas de música, guitarras, baixos, violões e baterias com preços caríssimos e vendedores que não davam a mínima atenção para você. Pelo contrário, faziam questão de te ignorar.

Continue lendo

Porque sim

em Monocotidiano por

Porque as pessoas andam acima do limite de velocidade em lugares que não têm radar.

Porque as pessoas recebem troco errado e não avisam.

Porque as pessoas furam a fila quando ela não é organizada por grades e cavaletes.

Porque as pessoas fazem o que podem para sonegar impostos.

Porque as pessoas oferecem propina para não tomar uma multa.

Continue lendo

Por que alguém se suicida com o filho?

em Monocotidiano por

Duas histórias parecidas na semana passada: pais que mataram seus filhos e se suicidaram.

As primeiras palavras sobre a atitude era de covardia, fuga, falta de coragem… A nossa velha mania de julgar sem pensar.

Quem tem filho sabe a importância que damos a ele. O cuidado para que nada de mal aconteça com eles. A culpa que a gente se sente quando é responsável, mesmo que sem querer, por algum sofrimento.

Precisa de uma razão muito forte para matar um filho.

Continue lendo

A escola do Facebook

em Monocotidiano por

– Alunos, vamos lá. Hoje nós vamos falar sobre história do Brasil.

– Professor, eu acho que quando você coloca a gente como alunos, automaticamente você se coloca como professor…

– Não é correto criar essa hierarquia, porque estamos todos aprendendo ao mesmo tempo, então não acho que seja certo tenta nos rebaixar e colocar o senhor como alguém superior e dono da verdade dentro desse espaço de conhecimento.

– Mas é que…

Continue lendo

Jogos Vorazes Olímpicos

em Monocotidiano por

Olimpíadas são legais porque mostram o brasileiro de verdade.

Assim que começam os jogos, apesar de não ter sido feito do jeito certo, de não ser como deveria, de usar dinheiro que não devia, a gente se sente feliz. Quer que tudo dê certo, que os gringos gostem, fiquem felizes.

Aquele momento ufanista vai conquistando todo mundo e o clima fica gostoso, torcida canta junto, comemora, fica feliz.

Aí, aos poucos, a gente volta a ser o velho brasileiro de sempre.

Continue lendo

Clichatos

em Monocotidiano por

Clichês estão aí por toda parte para fazer da nossa vida mais difícil e mais chata. E sem querer a gente encontra aquele cara que faz questão de seguir os clichês e levá-los a sério como se eles fossem uma regra. E o mundo dos clichês, por ser de fácil consumo, vira uma grande indústria que se auto-alimenta, com memes, páginas de facebook e comentários, sempre dizendo a mesma coisa de jeitos diferentes e fazendo você acabar se obrigando a concordar.

Numa dessas você começa a odiar segundas-feiras. E reclama, fala mal, chega no trabalho bravo, joga a culpa no dia sem perceber que o que te irrita é a sua vida, seu trabalho merda, sua rotina chata, seu dia a dia de bosta. Mas você continua mantendo a ideia de que se a semana começasse na terça tudo seria melhor, esquecendo que a sua segunda-feira não tem a ver com o dia da semana e sim com o estado de espírito que você se impôs pra fazer parte desse grupinho supor “in” e moderno que acha a segunda insuportável.

Continue lendo

Pequenas doses de mau humor V

em Monocotidiano/News & Trends por

Mono

Tão idiota quanto achar que deveríamos ter uma olimpíada aqui é tentar apagar a tocha.

Babaquice made in Brazil.

Se você incentiva seu filho a chamar o torcedor do outro time por apelidinho escroto, como gambá, bambi, porcada, marias, galinhada, etc, você também é um babaca. Só assuma isso. Além de fazer a situação pior pra todo mundo, é pior pro seu filho e ele vai fazer o mesmo dalí pra frente. Não sei quando foi que torcer pra um time virou ser inimigo do outro.

Continue lendo

Bardaria

em Monocotidiano por

É uma coisa tradicional de São Paulo a famosa Bardaria.

Não é bar porque vende pão. Não é padaria porque vende almoço.

Esse lugar peculiar tem aquelas pequenas coisas especiais, como aquele atendimento ruim que é no ponto exato de ruindade que faz a gente gostar.

Como aquela pontinha de dedo que vem dentro da cumbuca do feijão, a batata frita encharcada de óleo. O frango que é frito na mesma chapa do bife que é frito na mesma chapa da calabresa e por isso todos têm o mesmo gosto de peixe.

Continue lendo

1 4 5 6
Voltar p/ Capa