-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Category archive

Coluna - page 3

O que dizem e não dizem as estatísticas

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Deu no Estadão: 71% das fotos do Cristo Redentor postadas no Instagram repetem apenas 3 ângulos. Olha isso: quase ¾ das fotos procuram um único enquadramento. É muita coisa, vamos admitir. É turista estrangeiro, família do interior de Goiás, colegas já meio briacos comemorando a formatura, ninguém em busca de originalidade, e sim tão somente registrar que lá estiveram.

Continue lendo

Quer dizer que

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Quer dizer que, antes de dormir, o assassino toma um leitinho? Quer dizer que a mulher mais linda do prédio sofre de depressão? Que não sou só eu que sente cócegas no nariz quando é impossível coçar o nariz?

Quem diria: longe das câmeras, o galã palita os dentes. Como assim, aquela nuvem de noite no céu não é nuvem, é a Via Láctea, bilhões e bilhões de estrelas, tão distantes que parecem uma nuvem – e nossa Terrinha faz parte dela, quem inventou essa maluquice?

Continue lendo

Amigo

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Não está me reconhecendo?

É esse tanto de cabelo branco que dificulta um pouco. Eu já bebi com você, quer dizer, quando cheguei no bar você já estava alto, até que, lamentáveis, alguém deu a ideia de fazer uma serenata. Eu que pulei o muro, caí no barranco do outro lado e quebrei seu violão. Sim, fui eu. Mas a menina não valia a canção, vai por mim.

Lembra: eu que na boate chique enfiei os pés no espelho d’água e tive de ir embora, molhando o tapete do corredor e divertindo o porteiro com aquele som de sapato naufragado.

Continue lendo

A Rita

em Monocotidiano/News & Trends por

Rita, sobrinha-neta de uma vizinha da minha mãe, que sempre teve um pezinho no empreendedorismo, mesmo quando não tinha esse nome, aproveitou esse período de crise de empregos, valores e salários para se lançar num mercado diferente. Pelo menos diferente pra ela.

Vendo o carinho e devoção das mães do seu bairro, no baixo da Vila Suzana, enxergou logo uma oportunidade: montar uma loja de produtos para bebês e crianças, a Amar-Elo.

Tá, a ideia não é lá tão genial assim, o nome não é dos melhores trocadilhos do mundo, mas munida de seus instintos criativos, frases feitas de Facebook e o programa da Eliana, deu um toque de marketing de dar inveja a profissionais da área: Tudo para quem tem o bebê mais lindo do mundo.

Continue lendo

Attenti al cane

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Era o que dizia o aviso no portão de uma casa que eu e Beatriz vimos na Itália. Do lado de dentro, um cachorro que fácil, fácil, caberia no meu bolso. Não impunha respeito algum. Claro que o pateta aqui zombou do aviso e fez gracinha em frente ao portão. Até surgir um pastor que num pulo quase leva portão, gracinha e casal brazuca no peito.

Continue lendo

No céu da nossa casa

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Minha filha pede que eu a leve à casa de uma amiga, precisam fazer um trabalho de colégio. Pergunto o endereço. Ela diz “rua Bela Cintra, não sei que número”.

A Bela Cintra é uma rua comprida, começa na Estados Unidos, sobe até atravessar a Paulista e desce até o Centro, podia muito bem ser qualquer número entre o 4 e o 2406. Mas na hora em que ela disse o nome da rua, eu soube onde era. Conheço a vida e suas tramoias.

Continue lendo

Porque existem as maritacas

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Você já sabe, foi um bom aluno, estudou direitinho, que toda coisa que existe neste mundo tem uma função. Nada está por acaso. Se uma espécie de abelha desaparecer na Etiópia, de algum jeito isso vai causar uma onda que devastará uma praia nas Ilhas Seychelles. Uma roda de caminhão que passe por cima de um lagarto deixará viúvas muitas espécies e talvez gere uma superpopulação de muriçocas. Aquela coisa de equilíbrio natural.

Continue lendo

Textinho do Textão

em Monocotidiano/News & Trends por

Para começar já vou logo avisando que não defendo nenhum lado, nenhuma posição, nenhuma opinião. Assim, nenhuma das partes envolvidas deixará de ler meu texto na primeira linha. E dessa forma, também me posiciono como um imparcial e honesto julgador das atitudes alheias, sem levarem em conta o meu óbvio ponto de vista enviesado e que disfarçadamente deixarei presente no que escrever. Nesse momento é fundamental que acreditem que estou fazendo algo apenas buscando o bem comum e a real elucidação de um pensamento crítico inovador, que poderá abrir novas portas para o conhecimento e ampliar a discussão, trazendo luz sobre o assunto. Mesmo que eu queira apenas impor meu ponto de vista e dar embasamento para meus pensamentos mais desprezíveis.

Continue lendo

Oito horas e um minuto

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Acordo com a explosão do Vesúvio. Caos, pânico, paredes tremendo, o barulho que o fim do mundo deve fazer. Mas não estou em 79 DC, não estou em Pompeia, e sim dormindo numa cama confortável em Santos no verão de 2018, o ar-condicionado está ligado e hoje é sábado.

Leva um tempo para a gente se dar conta de onde está, que o mundo não acabou e que o barulho vem de uma reforma no apartamento de cima. Posso imaginar o grupo de dedicados pedreiros destruindo com determinação essas paredes grossas de antigos apartamentos, e que isso exige força, martelos e marretas poderosas.

Continue lendo

A tal foto

em Cássio Zanatta/News & Trends por

Na tal foto ela olha para o chão, em muitas fotos ela olha para o chão. De vergonha, timidez, ou será que ela sabe? O que carregou de sua terra, o que aprendeu na Pauliceia? Talvez não quisesse que sua luz fosse registrada, talvez seja para nos poupar, já que seu olhar carrega perigos. Não deixa de ser um alívio que ela não nos encare de frente.

Sou mais nuvem que chão. Pouco provável então que ela me encontre olhando para baixo, o que é triste. Se bem que uma chance tenho: às vezes sou caramujo, meu arrastar é lento e fechado. No mais, em geral estou no ar. Minhas chances são pequenas.

Continue lendo

Voltar p/ Capa