-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Category archive

Esporte - page 2

Torneio de futebol nos EUA ajuda a promover mercado de imóveis para brasileiros

em Brasil/Esporte/The São Paulo Times por

futebolA Florida Cup, torneio de futebol que contará com a participação de clubes como Corinthians, Atlético-MG e Fluminense em janeiro de 2016, e o período de férias podem ajudar a promover o mercado imobiliário para brasileiros em Miami e Orlando, nos EUA.

Segundo a Lello, tradicional imobiliária paulistana, a procura por unidades residenciais deve subir em torno de 20%, em razão do maior movimento de torcedores e turistas brasileiros nas duas cidades norte-americanas.

O movimento de brasileiros interessados em comprar imóveis em Miami e Orlando se manteve aquecido neste ano, apesar do cenário econômico nacional e da alta do dólar.

Somente no primeirode 2015, segundo a Lello, houve aumento de 26,5% no número de imóveis vendidos para brasileiros no famoso estado norte-americano, em relação ao mesmo período de 2014. O valor médio dos empreendimentos comercializados para brasileiros é de US$ 400 mil em Miami e US$ 200 mil em Orlando.

“​A maioria dos brasileiros que compram imóveis na Flórida, cerca de 80%, pagam o valor à vista, e 20% usam créditos imobiliários nos EUA”, diz Igor Freire, diretor de Vendas da Lello Imóveis.​

Desde 2012 a Lello Imóveis presta serviços de assessoria ao cliente que desejam comprar imóveis em Miami e Orlando, desde a pré-aquisição até posterior venda da unidade.   

O trabalho consiste em esclarecer os  interessados sobre os tipos de empréstimos disponíveis em instituições bancárias americanas, listando vantagens e desvantagens de cada uma. A Lello também presta suporte para obtenção de empréstimos, aconselhamento na negociação de valores com os proprietários dos imóveis de Miami e apoio no processo de compra, venda e assinatura do contrato. 

O site www.lellomiami.com.br possui várias opções de imóveis.  Além de identificar as reais necessidades do comprador, a Lello se prontifica a selecionar as melhores oportunidades de imóveis em Miami e a enviar, aos interessados, materiais ilustrativos que possam facilitar a escolha do tipo de imóvel e região.

Obrigado M1to

em Esporte/The São Paulo Times por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Era início da década de 90 e Zetti, apesar de ainda no auge, entrava naquela idade em que os atletas planejam a aposentadoria. Um acidente tinha matado nosso promissor reserva, Alexandre (não sei se você lembra mas, além de bom goleiro, ele também era bem habilidoso com os pés). Ou seja: a possibilidade de ficarmos sem um substituto à altura do Zetti apavorava qualquer são paulino.

Eu e meus dois irmãos sentamos em frente à TV para ver um jogo do Tricolor. Não era um jogo importante e o time titular estava jogando algum campeonato de peso (não lembro se Libertadores ou Brasileirão). Por isso, entramos com o Expressinho. Sim, graças ao preciosismo do Mestre Telê, tínhamos dois times competitivos.

Para você ter uma idéia, nosso time B era dirigido por Muricy e contava com caras como Denílson, Juninho, Catê e Caio Ribeiro, por exemplo. E, naquela noite, tinha também um goleiro que eu e meus irmãos nunca tínhamos visto ou ouvido falar: um tal de Rogério. Rogério o que? Sei lá, não falaram o sobrenome. Não sei se era a estréia dele, mas era o primeiro jogo que eu o veria atuar. Lembro de nós três preocupados com aquele novato que ia catar no gol. Mas vamos ver, né? Todo mundo precisa de uma primeira chance.

Para nosso alívio, o moleque era bom. A cada defesa que ele fazia, a desconfiança ia desaparecendo. Por outro lado, era só um jogo, não podíamos nos precipitar com empolgações vazias. Ou seja, a sensação era a de que tínhamos um bom goleiro, mas ainda era cedo para cravar que seria o substituto do ídolo Zetti.

Até que, numa bola dividida com o atacante adversário, Rogério levou um chute no nariz – que, em poucos segundos, dobrou de tamanho e passou jorrar sangue feito um vulcão. Pronto: é só aparecer um goleiro que joga direitinho, que acontece isso. Puta azar. Agora ele vai ficar afastado algumas semanas e, quando voltar, vai estar tão traumatizado que nunca mais divide bola nenhuma.

O goleiro reserva já estava aquecendo, quando levanta do campo um sujeito com dois chumaços de algodão no nariz, como se tivesse saído de um caixão. E mais: o cara sai andando e se posiciona embaixo do travessão. Como assim? Ele tá com o nariz destruído e vai continuar em campo? Vai ser um gol atrás do outro.

Para nosso desespero, o reserva voltou para o banco e Rogério continuou em campo. Para nossa felicidade, ele continuou fechando o gol. Parava para trocar de algodão de vez em quando, porque o sangue era muito. Mas agora, nossa sensação era outra: não tínhamos apenas um novo goleiro, tínhamos um mito.

Foi a primeira das milhares de vezes que gritei: Rogééééééééééééério

Por Zé Luiz Martins, Roteirista e tricolor.

Beisebol: brasileiro é selecionado para All Star Game da Austrália

em Esporte/The São Paulo Times por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após um excelente 2015 para o Brasil no beisebol, com três atletas disputando simultaneamente a Major League Baseball e o título da principal liga do mundo dePaulo Orlando, surge mais uma boa notícia para o esporte do país. O arremessador Rafael Fernandes, que atua na liga australiana, foi convocado para o time de estrelas mundiais, que enfrentará um combinado dos melhores jogadores da Austrália, no All Star Games local.

Assim como ocorre na América Latina, a liga australiana ocorre durante os recessos da MLB e da liga japonesa, elevando o nível do campeonato, já que alguns prospectos das duas ligas disputam também o campeonato australiano, para manter o ritmo de jogo visando a temporada seguinte. Além disso, a disputa também conta com jogadores que já passaram pela MLB, ajudando a desenvolver e fortalecer a modalidade no país.

Este fato engrandece o feito de Rafael Fernandes, ex-jogador da liga profissional japonesa e que hoje atua pelo Canberra Elite Cavalry. Em campo, ele estará ao lado de jogadores prospectos do Seattle Mariners, Toronto Blue Jays e Tampa Bay Rays.

RAFAEL FERNANDES – É um arremessador destro que atuou na liga profissional japonesa entre 2009 a 2013, defendendo a equipe do Tokyo Yakult Swallows. Esteve no elenco da Seleção Brasileira no World Baseball Classic, em 2013, a primeira participação do selecionado nacional numa copa do mundo do beisebol.

#CopadoBrasil: vitória do Palmeiras gera 11,4 milhões de impressões no Twitter

em Esporte/Tecnologia e Ciência por

A final da Copa do Brasil, que acabou em uma emocionante disputa de pênaltis que deu vitória ao Palmeiras (@SEPalmeiras) contra o Santos (@SantosFC), gerou mais de 11,4 milhões de impressões (quantidade de vezes em que os Tweets relacionados à partida foram visualizados na plataforma), das 21h de quarta (2/12) até as 2h da madrugada de quinta-feira (3/12).

O término do jogo, que garantiu o tricampeonato ao Palmeiras, foi o momento que rendeu o maior pico de Tweets por Minuto (TPM), às 0h16. O segundo grande pico de TPM foi pouco antes, às 23h53, quando Ricardo Oliveira marcou um gol pelo Santos. O terceiro maior momento em TPM foi às 0h09, quando o goleiro palmeirense Fernando Prass (@Fernando_Prass) defendeu um pênalti.

Responsável pelo gol que levou a disputa aos pênaltis, o santista Ricardo Oliveira foi o jogador mais comentado da partida no Twitter. Em segundo lugar aparece o goleiro Fernando Prass (@Fernando_Prass), seguido pelo atacante Nilson, que perdeu um gol para o Santos na partida da última quarta-feira (25/11).

Os principais acontecimentos da partida estão reunidos também no Moments.

Torcedores de Santos e Palmeiras podem interagir com seu time pelo Twitter

em Esporte/Tecnologia e Ciência por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Acontece nesta quarta-feira (9) o último jogo da final da Copa do Brasil entre Palmeiras e Santos — e os torcedores dos dois times poderão usar o Twitter para interagir com os clubes e seus ídolos.

Os torcedores do Palmeiras terão uma última chance de enviar mensagens aos jogadores antes da decisão. Antes do jogo, os melhores Tweets, imagens e vídeos enviados com a hashtag #AvantiPalestra serão exibidos ao time.

E os palmeirenses também tiveram a chance de ganhar ingressos para a grande final em uma caça ao tesouro realizada pelo clube, com dicas dadas exclusivamente pelo perfil do time no Twitter.

No jogo de ida, que aconteceu na Vila Belmiro, os jogadores do Santos receberam as mensagens de incentivo enviadas pelos torcedores no Twitter em adesivos colados no vestiário. Além disso, uma votação para escolher o melhor jogador dos times acontece no Twitter a a cada partida, com links divulgados nos perfis oficiais dos clubes durante os jogos.

Luan Knaya, diretor de esportes do Twitter Brasil, diz que, por ser uma plataforma pública, em que as pessoas conversam abertamente sobre seus interesses, o Twitter cria a estrutura necessária para aproximar os jogadores e times dos seus fãs.

“A final de um campeonato é um momento de muita ansiedade e engajamento entre os torcedores, e os clubes enxergam a importância da conversa com seus seguidores. Por isso, eles estão aprimorando sua presença na plataforma cada vez mais, deixando seus seguidores satisfeitos e colhendo os frutos desse trabalho dentro e fora de campo”, afirma.

Final da Copa do Brasil: Palmeiras e Santos duelam pelo elenco mais valioso

em Cultura e Entretenimento/Esporte por

allan

Final da Copa do Brasil: Palmeiras e Santos duelam pelo elenco mais valioso

Hoje se encerra mais uma edição da Copa do Brasil, com os paulistas dominando a final, Palmeiras e Santos duelam hoje no Allianz Parque pelo título e pela vaga na Libertadores da América de 2016.

O time santista saiu na frente em seus domínios, porém a pequena vantagem não deu muita folga ao time da Vila Belmiro. Agora o Palmeiras tenta, com o apoio da sua torcida, reverter a derrota na primeira partida para levar o terceiro caneco da Copa do Brasil. Se dentro de campo o Santos levou uma pequena vantagem, fora dele não é diferente. O time da baixada tem nos prováveis titulares um time mais valioso que o Palmeiras, graças a lesões e má fase de dois titulares do adversário.

O site transfermarkt aponta o valor de mercado de cada atleta em euro, a avaliação convertida para a moeda brasileira teve a cotação de 4,10 reais para cada euro.

O time alvinegro deverá ir a campo com o mesmo time da primeira partida. Entre os titulares, Lucas Lima e Gabriel merecem destaque. O meio campo avaliado em R$ 28,7 milhões fica atrás apenas do seu companheiro Gabriel que, segundo o site transfermarkt, vale hoje R$ 41 milhões. Gabigol é o mais valioso do duelo. No total o time do Santos vale R$ 123 milhões.

Santos

No Palmeiras algumas ressalvas. Matheus Muller não consta como avaliado pelo site, por isso será substituído por Amaral, primeira opção do treinador na ausência do jovem volante. Gabriel Jesus, ainda em duvida para o duelo, será utilizado para avaliar o elenco do Palmeiras. O destaque no Palmeiras fica para os valores de Dudu e Arouca, que ultrapassam a casa dos R$ 20 milhões. Enquanto o volante está avaliado em R$20,5 milhões o meia atacante chega aos R$24,6 milhões pela cotação utilizada. No total o time alviverde está avaliado em R$113,7 milhões.

Palmeiras

O duelo financeiro dá uma pequena vantagem ao Santos, graças a lesão de Gabriel e a má fase de Egidio. Gabriel, mesmo lesionado, recentemente viu sua avaliação chegar a R$ 18,4 milhões e o lateral Egidio, que deve ficar no banco hoje, está avaliado em R$ 16,4 milhões. Com os dois na equipe titular o Palmeiras teria um incremento de R$25 milhões e seria o time mais valioso no duelo final.

Que o futebol é uma caixinha de surpresa todos sabe, então agora é esperar para ver quem será o mais valioso nesta final, quem dará o título á sua equipe e quem terá a chance de disputar a libertadores e faturar milhões no ano que vem.

__________________________________________________________________________________________________________
Allan Moran. Pós graduado em gestão e marketing em entidades esportivas. Complementou o mesmo curso na Universidad Europea de Madrid e é sócio da Trivela Sports. ©2014.

O Corinthians parece mesmo o Barcelona?

em Coluna/Esporte por

allan

O Corinthians parece mesmo o Barcelona?

O título já estava definido, matematicamente apenas contra o Vasco da Gama, porém depois do jogo contra o Atlético Mineiro ninguém mais acreditava que a taça mudaria de mãos. Antes mesmo deste domingo o time comandado por Tite já era comparado aos grandes europeus.

Depois dos 6 a 1 contra o São Paulo as comparações chegaram até o espetacular Barcelona, que no dia anterior bateu o poderoso Real Madrid com mais um show de Neymar e Suarez, Messi entrou só para ganhar ritmo de jogo. Comparações são sempre válidas mas o atual Corinthians tem mais características de outros clubes europeus do que do Barcelona de Messi, Suarez e Neymar.

Primeiro que o clube catalão tem em seu DNA o futebol ofensivo e de espetáculo, na sua linha de frente dois dos melhores atacantes do mundo, Messi e Neymar. No Corinthians a gana pelo futebol ofensivo não tem histórico, Tite depois do mundial ganhou o apelido de empatite e o ataque corintiano por mais eficiente que seja não é de encher os olhos da torcida, ou não era pelo menos ate Vagner Love desencantar.

O Corinthians de 2016 parece em algumas coisas o Atlético de Madrid de Simeone, um time muito difícil de se bater, com um treinador que joga junto e com jogadores que jogam pelo treinador. Lá assim como cá o treinador ganhou destaque recentemente. Tite com o mundial de 2012 e Simeone com as finais europeias e os títulos nacionais mais recentes.

Em outras coisas o alvinegro parece os clubes comprados por milionários e xeques árabes pois quando o salto financeiro foi dado o clube soube aproveitar, se estruturou e hoje possui um elenco sem necessidade de grandes investimentos ou dezenas de contratações. A base está montada já faz alguns anos, apenas algumas peças de reposição são contratadas. Hoje em dia PSG e Manchester City não precisam se reforçar com dezenas de atletas todo ano, quando o dinheiro chegou souberam o que fazer.

Da Itália o clube e a torcida se assemelham a velha senhora. Com novo estádio e o apoio da torcida, ambos alvinegros se tornaram quase imbatíveis na própria casa e as derrotas são coisas raras.

O Corinthians do segundo semestre conseguiu aliar boas características dos grandes vencedores na Europa. O time deve perder peças para o próximo ano, resta saber se vão perder peças e desandar como a Juventus ou seguir o exemplo do Atlético de Madrid que, mesmo perdendo peças como Mandzukic, Miranda e Turan, continua em alto nível.

__________________________________________________________________________________________________________
Allan Moran. Pós graduado em gestão e marketing em entidades esportivas. Complementou o mesmo curso na Universidad Europea de Madrid e é sócio da Trivela Sports. ©2014.

Torcedores irão escolher os melhores jogadores da Copa Sadia do Brasil

em Esporte/The São Paulo Times por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Considerado o maior e mais democrático torneio de futebol de nosso país, a Copa Sadia do Brasil irá escolher os melhores jogadores da sua 27ª edição por meio de votação online. Na página oficial do torneio no Facebook, os fãs podem apontar quais foram os nomes que se destacaram durante a competição. Composta de equipes de 22 estados brasileiros, mais o Distrito Federal, a Copa chega à reta final, após 155 partidas, como uma das líderes de audiência esportiva por todo o Brasil.

Para votar, o torcedor precisa curtir a página da Copa Sadia do Brasil no Facebook e escolher entre os atletas que merecem destaque na competição que começou em fevereiro deste ano. Entre os jogadores que concorrem a Melhor Jogador de 2015 estão: Lucas Lima, Gabriel Jesus, Alexandre Pato, Fred e Gabigol. Já para Melhor Goleiro de 2015, os fãs podem escolher entre Fernando Prass, Vanderlei Farias, Rogério Ceni e Diego Cavalieri. O internauta ainda pode dar sua opinião sobre quem será o Artilheiro da Copa Sadia do Brasil 2015.

Os vencedores serão apresentados na última partida da Copa Sadia do Brasil, em cerimônia especial no Allianz Parque. Palmeiras e Santos disputam as finais do torneio, em partidas alternadas, nos dias 25 de novembro e 02 de dezembro.

Clique aqui para votar.

Cristiano Ronaldo sofre mais sem Messi do que o próprio Barcelona

em Coluna/Esporte por

allan

Cristiano Ronaldo sofre mais sem Messi do que o próprio Barcelona

Cristiano Ronaldo e Messi são os responsáveis pelo maior duelo do futebol na atualidade. A briga pelo titulo de melhor do mundo, a busca pela artilharia na champions, o pichichi no espanhol e por aí vai.

Neste ano, parecia que tudo seria mais fácil para o atacante português. A lesão de Messi e o longo tempo longe dos campos do Argentino eram um bom sinal para o sucesso dos números do Português. A artilharia no espanhol não seria difícil, já que o maior concorrente perderia pelo menos dois meses. A chance de disparar na artilharia histórica da Champions League era outro motivo de se comemorar. Porém, parece que Cristiano sofre mais sem Messi que o Barcelona.

Nas ultimas quatro temporadas Cristiano Ronaldo e Messi marcaram respectivamente, 160 e 167 gols no campeonato espanhol, média de 40 para o português contra 41.75 para o argentino. Esses números mostram tamanha igualdade no duelo entre os dois. Confira abaixo quantos gols marcaram os dois craques nas ultimas edições do campeonato espanhol até a 11° partida:

Screen shot 2015-11-11 at 10.46.37 AM

O mesmo efeito na temporada 2013-2014 vem sendo sentido na atual temporada, sem Messi em grande fase Cristiano Ronaldo também não atingiu o seu máximo. Em todas as temporadas Cristiano começou melhor que Messi na disputa pelo Pichichi, porém em dois anos o argentino virou a disputa e levou o premio. Nesta temporada o maior problema dos dois está no brasileiro Neymar, que até aqui já marcou 11 gols no espanhol.

Cristiano Ronaldo tinha tudo para se distanciar de Messi em todas as disputas com o argentino, mas até aqui ele vai perdendo a chance. Por outro lado o Barcelona com a dupla de Neymar e Luis Suarez não vai sofrendo tanto sem o argentino. Liderando o campeonato espanhol isoladamente e a um empate da classificação para a próxima fase da Champions League, o time catalão espera ansioso pela volta do craque argentino, sem sofrer pela ausência de La Pulga.

Por incrível que possa parecer, para o bem do melhor jogador do Real Madrid a volta de Messi é essencial. Com a volta do principal rival do português o espírito de competição volta ao nível máximo e o time madridista terá o que Cristiano Ronaldo tem de melhor para oferecer. Sem ele parece que Cristiano relaxa.

__________________________________________________________________________________________________________
Allan Moran. Pós graduado em gestão e marketing em entidades esportivas. Complementou o mesmo curso na Universidad Europea de Madrid e é sócio da Trivela Sports. ©2014.

Beisebol: mais uma vez brasileiro faz história na Major League Baseball

em Esporte/News & Trends por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Mais uma vez a história se repetiu na partida de ontem, 14 de outubro, que definiu o segundo finalista da Liga Americana da Major League Baseball (MLB). Como no jogo anterior, o Kansas Royal City – time  de Paulo Orlando, terceiro atleta brasileiro a atuar na MLB – saiu perdendo, virou o jogo e o último lance a partida terminou com a bola na luva de Orlando.

Com a vitória, o Kansas começa a decidir o título da Liga Americana numa melhor de sete jogos contra  o Toronto Blue Jays, a partir dessa sexta-feira, 16 de outubro, no Kauffman Stadium,em Kansas City.

O jogo – A última partida da série entre Royals e Astros começou mal para equipe de Kansas. Com o home run de duas corridas o time de Houston saiu na frente abrindo 2×0 logo na segunda entrada. Mas os Royals, empurrados pelos mais de 40 mil torcedores que lotaram o Kauffman Stadium, diminuíram para 2×1, na rebatida de Eric Hosmer, impulsionando Lorenzo Cain, na quarta entrada.

Na quinta entrada só deu Kansas City. Alex Rios com uma rebatida tripla impulsionou mais duas corridas virando o jogo para 3×2. Ainda na quinta o mesmo Alex Rios anotaria a quarta corrida dos Royals após fly ball de sacrifício de Ben Zobrist, 4×2.

A oitava entrada fecharia a conta do duelo. Paulo Orlando entrou no lugar de Alex Rios no campo externo direito e viu seu companheiro Kendrys Morales anotar um home run de três corridas para os donos da casa e praticamente liquidar a fatura.

Mas o confronto reservaria uma emoção adicional, sobretudo para os brasileiros. Davis no montinho arremessando para os Royals, com dois eliminados e George Springer no bastão para osAstros. O rebatedor do time de Houston acertou uma bola alta para o campo externo, próxima ao alambrado. Paulo Orlando saiu em disparada, saltou, chegando a chocar-se contra a grade, mas conseguiu capturar a “beisebola”, garantindo a eliminação e assegurando a vaga para os Royals na decisão da Liga Americana da MLB.

Na série emocionante, o Kansas esteve atrás duas vezes e conseguiu virar. Perdeu a primeira e a terceira partida, sendo que nas duas últimas vitórias o jogo terminou exatamente na mão do brasileiro que a cada dia prova que sua insistência e amor pelo esporte valeram a pena. Aos 29 anos, Orlando não só é o primeiro brasileiro campeão de divisão da Major League Baseball, como também se torna o primeiro brasileiro a disputar uma série final na principal liga de beisebol do mundo.

Link último lance da partida com Paulo Orlando: http://m.mlb.com/video/topic/61827086/v523217483/houkc-gm5-royals-celebrate-game-5-win-head-to-alcs

Beisebol-Brasileiro disputa pela primeira vez série de playoffs na MLB

em Brasil/Esporte/The São Paulo Times por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ano de 2015 está sendo inesquecível para Paulo Orlando, o terceiro atleta brasileiro a atuar na principal liga de beisebol do mundo – a Major League Baseball (MLB). Depois de chegar ao elenco principal do Kansas City Royal este ano, o jogador de 29 anos tornou-se o primeiro brasileiro a ser escalado para disputar uma série de playoffs na busca de uma vaga na World Series (a grande final do beisebol) em 2015. Pouco antes, Orlando já havia sido o primeiro jogador do país a levantar um troféu de campeão de divisão da liga americana na MLB.

Com esses feitos históricos para o esporte nacional, Paulo Orlando inicia hoje, ao lado de seus companheiros do Kansas, a série em melhor de cinco partidas contra o Houston Astros, que derrotou o New York Yankees em pleno Yankee Stadium no Wild Card (partida única, numa espécie de repescagem). O vencedor da série garante vaga para a decisão da Liga Americana da MLB. O jogo será transmitido para o Brasil a partir das 20h30 na ESPN +.

Velocidade – Orlando vem se destacando ao longo do ano, por conta de sua incrível velocidade e ótimo aproveitamento no bastão. Na reta final da temporada o brasileiro teve atuações que o levaram ao protagonismo. Numa das partidas fundamentais para a conquista do título da divisão central, contra o Seattle Mariners, Orlando simplesmente foi o homem do jogo. O placar estava 3 x 3 na décima entrada. O brasileiro entrou em campo como pinch runner (troca de um rebatedor lento por um de maior velocidade) e anotou uma corrida espetacular atingindo 33 km/h, virando o jogo e garantindo a vitória por 4×3.

O vídeo da jogada pode ser conferido no link http://m.mlb.com/kc/video/v498819783/seakc-orlando-sprints-21-mph-to-score-walkoff-run.

Consolidação – Orlando também possuiu números expressivos na temporada: são sete home runs e seis rebatidas triplas. Após 10 anos atuando em ligas menores, o brasileiro aproveitou muito bem a chance dada para treinar com o elenco principal do Kansas City Royals e se consolidou nas grandes ligas com a sua força no bastão e extrema velocidade em suas corridas. Com sua rápida ascensão conquistada este ano, Orlando espera servir de inspiração para os jovens atletas brasileiros que disputam as liga menores nos EUA.

Conheça Pâmella Mel: um prodígio do surf feminino acostumada a subir no pódio

em Esporte/The São Paulo Times por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A jovem surfista Pâmella Mel vai disputar mais um campeonato nesse fim de semana em Maresias, no litoral norte de São Paulo. A pequena atleta, que é considerada um prodígio do surf feminino disputará nas categorias feminino estreante e petit, contra os meninos, no Circuito Sebastianense.

Mel, como é conhecida, surfa há apenas três anos, mas nesse período, já disputou 54 campeonatos e subiu no pódio em praticamente todos eles. No Circuito, lidera o ranking nas duas categorias e acredita que tem grandes chances de conquistar mais duas vitórias.

“Surfar em Maresias é sempre mais difícil por causa da formação das ondas mas também é muito melhor, porque moro aqui e conheço quase todo mundo, então me sinto mais confiante. Estou treinando muito com meu pai e acho que vou conseguir um bom resultado”, explica Pâmella Mel.

A 1ª etapa do Circuito Sebastianense de 2015 foi em Guaecá, quando a jovem surfista ficou em 1º lugar nas duas categorias, e a 2ª em Camburi, que ela ficou em 1º lugar na categoria feminino estreante e em 2º lugar na petit.

Apoiada Kolling, Wet Dreams Brazil, Magnet Wax, Wizard São Sebastião, Thunder Fins, Nomiolo Burguer & Bar e Temakeria Sumbawa, a atleta pretende  representar o Brasil no Circuito Mundial de Surf Feminino no futuro.

Voltar p/ Capa