-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Category archive

Política

Eleições 2018: estudo mapeia startups e iniciativas que ajudam na escolha dos candidatos

em Brasil/Geral/Negócios/Política/Tecnologia e Ciência por

 

O estudo ainda compila o que os principais presidenciáveis estão planejando para Tecnologia, Startups e Inovação

Realizado pela Liga Ventures, levantamento mostra startups e iniciativas com soluções para dados e informações públicas, além de inovações que auxiliam na escolha, acompanhamento e comunicação com candidatos

No Brasil existem atualmente 37 Political Techs – startups e iniciativas que entregam soluções usando tecnologia para o acompanhamento e acesso à informações no cenário político  -, é o que mostra o Liga Insights Eleições 2018 – estudo realizado pela Liga Ventures (liga.ventures) – aceleradora corporativa especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas. O estudo foi realizado entre o final de agosto de 2018 e o início de setembro e mapeou startups de todo o Brasil.

Divididas em quatro categorias – dados e informações, escolha, acompanhamento e comunicação com o candidato – estas startups e iniciativas oferecem informações sobre dados públicos de gestão, além de possibilitar aos usuários o acompanhamento de políticos em suas funções, como criação e aprovação de leis. Além disso, as startups criam soluções que também podem ajudar na escolha do candidato para as eleições deste ano.

Além do mapeamento realizado das Political Techs, o estudo compilou as principais informações em torno dos temas Inovação, Startups e Tecnologia dos planos de governo dos candidatos melhores posicionados nas pesquisas, para que os leitores ponderem sua importância, aplicabilidade, domínio e viabilidade.

“Tratar dos temas de Inovação, Startups e Tecnologia é uma agenda de importância para o próximo governo. Esse conjunto pode ajudar e muito o país a buscar eficiência nos seus processos atuais, além de construir um ambiente mais favorável e fértil ao empreendedorismo brasileiro. As Political Techs são uma amostra real de como essas iniciativas podem intervir positivamente, também – e desde -, o processo de escolha eleitoral”, explica Raphael Augusto, startup hunter da Liga Ventures e responsável pelo Liga Insights.

Conheça os principais temas e algumas startups destacadas no estudo:

Big Data político

O estudo destaca startups que reúnem dados e informações sócio-demográficas de cidades, estados e do Brasil, para a análise do desenvolvimento e aplicação do dinheiro público. Entre eles podemos citar: 4mti, Datapedia, Muove, Gestor Político e Nerit Política.

De olho no Congresso

A tecnologia desenvolvida por essas startups possibilita aos usuários monitorar as atividades e posicionamentos dos políticos, mostrando sua atuação no cargo. Neste segmento, destacam-se: Atlas Político, Monitora Brasil, Poder do Voto, Operação Serenata de Amor, Sniff Brasil e SGP.

Ajuda para votar

Estas startups auxiliam na escolha dos candidatos, seja por questões ideológicas e/ou por aproximação de preferências, por meio de questionários e testes de perfil, além da apresentação das propostas. Entre elas estão: Appoie, Bússola Eleitoral, Eleitor, Quem Me Representa e Tem Meu Voto.

Denúncias e reclamações

Com estas empresas, é possível se comunicar com os gestores públicos, inclusive para denúncias e reclamações, tornando o cidadão também um gestor de sua cidade, estado e/ou país. São eles: Aqui eu cuido, Minha Cidade, Colab.re e Fala Cidadão.

Liga Insights Eleições

Veja o levantamento completo aqui: http://insights.liga.ventures
Fonte:

Plataforma DisruptBox com 10.085 mil startups brasileiras. Banco de startups da Liga Ventures que incluem inscrições para os programas de aceleração e eventos da aceleradora, recomendações, notícias abertas em portais de negócios e busca ativa de startups.

 

 

Especialistas explicam a necessidade da modernização do sistema tributário brasileiro

em News & Trends/Política por

Não é difícil concordar da necessidade de uma reforma tributária imediata. Da década passada, o sistema tributário está cheio de burocracias que dificultam as contribuições e o retorno à sociedade.

Com os passos lentos da discussão, a dificuldade só impede que essa pauta tão importante tenha logo uma resolução.

Continue lendo

Entidades se unem para Projeto de Lei de Dados Pessoais da Câmara ser aprovado no Senado

em News & Trends/Política por

Entidades representantes de diferentes setores da economia, instituições acadêmicas e organizações como a Coalizão Direitos na Rede, da qual o Idec faz parte, entregaram nesta terça-feira (26) uma carta a senadoras e senadores pedindo rapidez na aprovação do Projeto de Lei sobre Dados Pessoais (PLC 53/2018), que tramitou na Câmara dos Deputados até o último mês após amplo debate.

Continue lendo

Instabilidade econômica e política faz explodir busca por consultoria financeira

em Negócios/News & Trends/Política por

Com a bolsa de valores superando 86 mil pontos em 2018 parecia que o país iria deslanchar. Os investidores estrangeiros estavam trazendo recursos para o país, o que ajudava a melhorar as perspectivas econômicas. Porém, outros fatores adversos começaram a impactar. O Governo Trump aumentou a taxa de juros, o que tornou os EUA ainda mais atrativos para os investidores, que retiraram recursos de país emergentes como o Brasil.

Continue lendo

Delito moral: a raiz da corrupção empresarial no “jeitinho brasileiro”

em Brasil/News & Trends/Política por

Nas redes sociais, na mídia, e todos os meios onde há voz, estão povoados de questionamentos, argumentações e até conflitos ligados ao que nós englobamos a esfera da corrupção. Haja visto os recentes escândalos envolvendo alimentos e operações da polícia federal.

Continue lendo

Insatisfação com serviços públicos exige de governos mais transparência e menos corrupção

em Brasil/News & Trends/ONU/Política por

Em relatório sobre como políticas e legislações podem coibir o desrespeito à lei e promover crescimento inclusivo, o Banco Mundial lembra das manifestações de 2013 no Brasil, quando protestos exigiram serviços públicos de qualidade ‘padrão FIFA’. Em situações de insatisfação, organismo financeiro recomenda usar recursos públicos de forma transparente e redobrar esforços contra corrupção.

 

Continue lendo

O raio-X das mídias sociais e seus extremismos

em News & Trends/Política/Tecnologia e Ciência por

*Por Dr. Bayard Galvão

Mídia social nada mais é do que um lugar onde pessoas aparecem, se encontram e falam sobre o que pensam, gostam e desgostam. Há 2500 anos na Grécia, berço da sabedoria ocidental encontrada em Platão e tantos outros, os encontros se davam ao ar livre, em meio à natureza. Hoje, vem em parques sociais virtuais.

A necessidade das pessoas de se comunicarem e falarem o que pensam começa com o nascimento do humano. O contexto mudou muito, o conteúdo pouco. Algum sábio poderia me rechaçar e dizer que esses encontros deles eram aulas sobre o viver, pensar e sentir, e “por acaso” eu responderia: seria diferente no Facebook ou Instagram?

Continue lendo

Mudanças na legislação brasileira podem descumprir compromissos internacionais do Brasil

em Brasil/News & Trends/Política por

Em entrevista ao Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), o representante do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) na América do Sul, Amerigo Incalcaterra, alertou que mudanças recentes na legislação brasileira não estão levando em conta tratados internacionais ratificados pelo país. Para o representante da ONU, reformas podem levar a retrocessos de direitos.

Continue lendo

|The Economist| O escândalo de corrupção da Odebrecht e a tentativa de aproximação entre Temer e Macri

em Brasil/Mundo/News & Trends/Política por

The Economist é uma publicação inglesa de notícias e assuntos internacionais de propriedade da The Economist Newspaper Ltd. e editada em sua sede na cidade de Londres, no Reino Unido. Está em publicação contínua desde a sua fundação por James Wilson, em setembro de 1843. Por razões históricas a The Economist refere-se a si mesma como um jornal, mas cada edição é impressa em formato de revista de notícias. Em 2006, a circulação média semanal da revista foi de cerca de 1,5 milhões de exemplares, cerca de metade dos quais foram vendidos nos Estados Unidos.

Na edição desta semana, a The Economist traz uma matéria sobre a vontade dos presidentes das duas maiores economias da América do Sul, Temer e Macri, de trabalhar em conjunto. De acordo com a revista essa não será uma tarefa fácil. O presidente Argentino pretende vir ao Brasil no próximo dia 07 de fevereiro a fim de incentivar o comércio e melhora uma relação que está mais fria do que deveria estar. Para a The Economist há motivos para esperança, mas também para ceticismo. Durante a maior parte do século XX, o Brasil e a Argentina foram mais rivais do que parceiros. Mas ambos têm fortes razões para defender uma abertura. Os dois herdaram economias problemáticas. Para sair da depressão, os dois presidentes estão desfazendo erros dos antecessores de esquerda.

Continue lendo

Marisa e o drama feminino, por Amadeu Roberto Garrido

em Brasil/News & Trends/Política por

Os conservadores individualistas vêm o ser humano como uma ilha isolada de qualquer promontório. Em geral abastados, creem que se bastam. Um dia a solidão cobrará o preço dos sibaritas. Assim foram vistas, durante os milênios da história, as mulheres. Não votavam, não se educavam. Uma raça subserviente. Napoleão, depois de uma refrega, comunicava-se com sua mulher para não se lavar, pois adorava mulheres sujas.  Se transportamos uma carga genética desde as cavernas, as mulheres contemporâneas precisam lutar para não se acomodar à condição de escravas solícitas e alienadas. A maioria de hoje luta e busca seu lugar ao sol. Drasticamente, isso tem menos de 50 anos.

A mulher que nasce pobre, pouco se educa e se acultura, e é bela, termina num casamento das cavernas. O homem, quase sempre, sem necessidade de letras, se impõe como o dono dos negócios que permitem a sobrevivência da família. A mulher o respeita profundamente, seja por necessidade de sobrevivência, seja por temor reverencial, seja por amor, ou por todas essas causas conjugadas.

Continue lendo

Bolsa Família favorece autonomia das mulheres, diz estudo de centro da ONU

em Brasil/Negócios/News & Trends/ONU/Política por

O programa Bolsa Família é positivo para a autonomia das mulheres beneficiárias, bem como para seu poder de decisão no lar, seu senso de cidadania e suas escolhas reprodutivas. Por outro lado, elas tendem a trabalhar menos horas no mercado de trabalho e realizar mais atividades domésticas, o que acaba reforçando os estereótipos de gênero.

Continue lendo

1 2 3 11
Voltar p/ Capa