-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

marco

De bolso

em Incontrolável por

“Onde se conheceram?”. Responder a esta pergunta poderia não ser das tarefas mais confortáveis para Letícia e Pedro. Não que existisse uma vida pregressa que não fosse motivo de orgulho para algum deles. A questão era uma pequena circunstancia – afinal boas amizades já tinham sido iniciadas de maneiras menos sinuosas. Ela preferia dizer que tinham uma amiga em comum. Ele, o mesmo.

Era um tipo de “relação de bolso”, como explica a escritora inglesa Catherine Jarvie, “são assim chamadas porque você as guarda no bolso de modo a poder lançar mão delas quando for preciso. É a encarnação da instantaneidade e disponibilidade.”

Então, confrontando as teorias que é impossível amizades entre humanos que poderiam ser amantes, resolveram percorrer este caminho da amizade juntos. Foram momentos de alegria sem desconforto. Relacionamentos são assim: quando ambos tem afinidade de crenças, energias compatíveis e buscam as mesmas coisas, as maiores chances são de que tudo dê certo.  O maior presente era o tempo que estivessem juntos – e ambos sabiam que é justamente o “tempo” o mais precioso de todos os bens que possuíam. Deixaram-se cativar. Foi lindo. O ápice foi quando Letícia lançou:

– Eu escolhi você.

Dentre outras incríveis e mais sedutoras alternativas. Dentre inúmeras formas de preencher o vazio daquele dia ou noite que estivessem em companhia um do outro. Nem que fosse por um instante. Nem que apenas por aquele momento. Pedro agora foi pleno.

Assim como citou certa vez o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, quando disse que amigos existem para que a gente possa ter alguém para doar. É evidente que é na generosidade que reside a maior das alegrias. Ambos ficam melhor. E a relação de Letícia e Pedro era o caminho mais curto para isso: interesses totalmente compatíveis, acesso imediato e deliciosa compatibilidade de idéias.

Mas algum tempo depois, conforme previsto por Jarvie e as relação de bolso: “possivelmente, nos moldes da sociedade atual, seja doce e de curta duração. Ou, podemos dizer que acaba sendo doce porque tem curta duração.” Era preciso que nutrissem os interesses e os deixasse  também desnudos, expostos e evidentes. Para que, simplesmente, a relação se mantivesse. Condição demasiadamente complexa para qualquer tipo de relação em qualquer período de tempo.

Letícia e Pedro viveram um dia seguinte com o mesmo amanhecer de sempre. Quanto ao restante do mundo?  Seguiu girando em vinte e quatro horas.

loading...
Tags:

Comentários no Facebook

Últimos de Incontrolável

marco

Dia de Sorte

Depois de encalços incertos. Depois de buscas conscientes. Todas estas jornadas profundas
marco

Sabedoria de mãe

Depois de ter o coração estraçalhado após um final de relacionamento que
Voltar p/ Capa