Eleições 2018: estudo mapeia startups e iniciativas que ajudam na escolha dos candidatos

em Brasil/Geral/Negócios/News & Trends/Política/Tecnologia e Ciência por

 

O estudo ainda compila o que os principais presidenciáveis estão planejando para Tecnologia, Startups e Inovação

Realizado pela Liga Ventures, levantamento mostra startups e iniciativas com soluções para dados e informações públicas, além de inovações que auxiliam na escolha, acompanhamento e comunicação com candidatos

No Brasil existem atualmente 37 Political Techs – startups e iniciativas que entregam soluções usando tecnologia para o acompanhamento e acesso à informações no cenário político  -, é o que mostra o Liga Insights Eleições 2018 – estudo realizado pela Liga Ventures (liga.ventures) – aceleradora corporativa especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas. O estudo foi realizado entre o final de agosto de 2018 e o início de setembro e mapeou startups de todo o Brasil.

Divididas em quatro categorias – dados e informações, escolha, acompanhamento e comunicação com o candidato – estas startups e iniciativas oferecem informações sobre dados públicos de gestão, além de possibilitar aos usuários o acompanhamento de políticos em suas funções, como criação e aprovação de leis. Além disso, as startups criam soluções que também podem ajudar na escolha do candidato para as eleições deste ano.

Além do mapeamento realizado das Political Techs, o estudo compilou as principais informações em torno dos temas Inovação, Startups e Tecnologia dos planos de governo dos candidatos melhores posicionados nas pesquisas, para que os leitores ponderem sua importância, aplicabilidade, domínio e viabilidade.

“Tratar dos temas de Inovação, Startups e Tecnologia é uma agenda de importância para o próximo governo. Esse conjunto pode ajudar e muito o país a buscar eficiência nos seus processos atuais, além de construir um ambiente mais favorável e fértil ao empreendedorismo brasileiro. As Political Techs são uma amostra real de como essas iniciativas podem intervir positivamente, também – e desde -, o processo de escolha eleitoral”, explica Raphael Augusto, startup hunter da Liga Ventures e responsável pelo Liga Insights.

Conheça os principais temas e algumas startups destacadas no estudo:

Big Data político

O estudo destaca startups que reúnem dados e informações sócio-demográficas de cidades, estados e do Brasil, para a análise do desenvolvimento e aplicação do dinheiro público. Entre eles podemos citar: 4mti, Datapedia, Muove, Gestor Político e Nerit Política.

De olho no Congresso

A tecnologia desenvolvida por essas startups possibilita aos usuários monitorar as atividades e posicionamentos dos políticos, mostrando sua atuação no cargo. Neste segmento, destacam-se: Atlas Político, Monitora Brasil, Poder do Voto, Operação Serenata de Amor, Sniff Brasil e SGP.

Ajuda para votar

Estas startups auxiliam na escolha dos candidatos, seja por questões ideológicas e/ou por aproximação de preferências, por meio de questionários e testes de perfil, além da apresentação das propostas. Entre elas estão: Appoie, Bússola Eleitoral, Eleitor, Quem Me Representa e Tem Meu Voto.

Denúncias e reclamações

Com estas empresas, é possível se comunicar com os gestores públicos, inclusive para denúncias e reclamações, tornando o cidadão também um gestor de sua cidade, estado e/ou país. São eles: Aqui eu cuido, Minha Cidade, Colab.re e Fala Cidadão.

Liga Insights Eleições

Veja o levantamento completo aqui: http://insights.liga.ventures
Fonte:

Plataforma DisruptBox com 10.085 mil startups brasileiras. Banco de startups da Liga Ventures que incluem inscrições para os programas de aceleração e eventos da aceleradora, recomendações, notícias abertas em portais de negócios e busca ativa de startups.

 

 

loading...

Comentários no Facebook