Em preparação para Olimpíadas Científicas, estudantes enfrentam Desafios de Alta Complexidade

em Brasil/News & Trends por

As Olimpíadas Científicas são reconhecidas mundialmente pela complexidade dos desafios propostos em diversas áreas. Além disso, o bom desempenho pode ajudar a conquistar uma vaga em grandes universidades, como Yale, Harvard e Columbia, nos Estados Unidos, e na Unicamp, no Brasil. No Colégio Anglo 21, os estudantes do Ensino Médio com interesse em participar das Olimpíadas aprimoram e exercitam seus aprendizados nas ‘Aulas DAC – Desafios de Alta Complexidade’, que acontecem no contraturno escolar para diversas disciplinas, como física, matemática e biologia.

“As aulas têm como objetivo aumentar o nível de complexidade dos conteúdos, desafiando os alunos com temas mais difíceis voltados às grandes Olimpíadas Científicas”, afirma o coordenador do Ensino Médio do Colégio Anglo 21, Lucas Seco. As aulas unem as turmas de 1º e 2º ano e, em paralelo, as turmas de 3º ano com o intuito de prepará-los também para o vestibular. “Essa preparação incentiva os estudantes a participarem das Olimpíadas pensando que, com um bom desempenho, é possível entrar em universidades importantes”, explica. Além disso, muitas universidades no exterior consideram atividades extras-curriculares como critério para entrada. Nesse sentido trabalho voluntário ou participação em Olimpíadas de conhecimento pode ajudar. Já no Brasil, 90 vagas em 26 cursos da Unicamp estão disponíveis para medalhistas em Olimpíadas.

O coordenador conta que a iniciativa começou em 2018 e foi sendo adaptada para atender melhor os estudantes.  “Todos os alunos são convidados para participar, mas como não é obrigatório e não vale nota, só está lá quem realmente está disposto a ser desafiado e tem interesse pelas provas mais complexas”, diz Seco. Mas mesmo sem valer nota, o aprendizado gera efeito nas demais disciplinas, pois promove um ritmo de estudo e a interdisciplinaridade.

“Estimular o encontro dos alunos no contraturno gera uma sinergia muito grande no dia a dia escolar, e os pais que se manifestam sobre o assunto veem valor no tempo dedicado às aulas DAC”, conta o coordenador. Ele ainda diz que os estudantes gostam muito das aulas e das atividades propostas, observando a relevância das Olimpíadas para o currículo e para o futuro acadêmico. Em 2018, cinco alunos do Anglo 21 foram medalhistas em Olimpíadas como a Canguru de Matemática e a Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA).

Sobre o Anglo 21 – Localizado na Zona Sul de São Paulo, o Anglo 21 foi o primeiro colégio do Grupo Anglo, pertencente à SOMOS Educação. A escola, que atende todos os segmentos da educação básica, do Infantil ao Médio, concentra práticas pedagógicas modernas e inovadoras, necessárias para o estudante do Século XXI, alicerçadas na tradição e força da marca Anglo. Assim, compromete-se com o desenvolvimento integral de crianças e jovens, a fim de que o mundo possa contar com cidadãos ainda mais responsáveis e conscientes de sua atuação na sociedade, trabalhando para a formação humanista, estimulando valores de responsabilidade individual, social, ambiental, para a capacidade de resolver problemas e para o desenvolvimento de soluções criativas no dia a dia.

loading...

O The São Paulo Times® traz matérias e notícias, além de identificar tendências por meio de uma equipe de jornalistas e colunistas especializados em diversos assuntos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*