Os prós e contras na hora de escolher uma atividade física

em Saúde & Bem-estar por

Para prof.ª Priscilla de F. de Arruda Camargo, consultora em qualidade de vida, cedo ou mais tarde, a falta de exercícios diários impacta no bem-estar de qualquer ser humano e para quem adiou essa etapa, seja pela avidez por riqueza, por sucesso profissional ou por resolver outros problemas, acaba percebendo o excesso de gordura ou de flacidez espalhados ao longo dos anos no corpo, que pede socorro!

Para diretora e editora- chefe do Portal Sentir Bem (www.sentirbem.com.br), antes de se comprometer com a disciplina de um programa de exercícios, para não correr o risco de se desmotivar, informe-se e considere os prós e os contras de cada modalidade. “Afinal, além da diversão e do bem-estar, cada atividade física produz resultado diferente em seu corpo e à sua saúde. É importante conhecê-los bem para não ter mais surpresas”, ressalta Priscilla.

Segundo a especialista, vale lembrar que é importante antes de tudo consultar um clínico geral e saber se quais suas condições físicas. Ele dará informações importantes sobre sua saúde, que serão requeridas pela instituição esportiva em que matricular – caso esta empresa seja realmente conceituada e confiável.

“Dependendo do exercício escolhido, busque também fazer uma avaliação física feita por professores de educação física especializados. Programe-se para manter uma disciplina. Se quiser sentir uma melhora significante em sua saúde, seja leal consigo mesmo, saiba suas limitações. Lembre-se da disciplina, da perseverança e também do lazer e da delícia de se exercitar”, diz Priscilla.

Dicas da Consultora em qualidade de vida:

Corrida / Caminhada
Prós: Com uma boa monitoração, correr e caminhar são atividades físicas bastante efetivas para queimar gorduras e manter em boa atividade o sistema cardiovascular. Mas, é claro, para isso, é preciso trabalhar em uma faixa de frequencia cardíaca regular e manter um ritmo adequado ao seu metabolismo.

Contras: Se você passou bastante tempo sedentário, prefira caminhar à corrida. Na caminhada, quando feita corretamente, o impacto com o solo é mínimo. Enquanto na corrida, a força da colisão com o solo provoca atrito nas articulações e altera os movimentos dos músculos. Se não for cuidadoso, o exercício pode causar traumatismos que variam de leves à graves.

Atenção: A corrida bem monitorada é aconselhável para já tem musculatura bem trabalhada – que o tônus protege as articulações e previne danos. O sedentário fica muito mais exposto às lesões, principalmente, depois de certa idade, em que os ossos ficam fragilizados.

Correr na areia ou em pisos irregulares pode provocar um desajuste na musculatura e nas articulações. O mesmo vale para a caminhada. Além de prestar atenção se o solo é uniforme, tente reduzir o impacto com um calçado adequado, com solado amortecedor. E, como todo exercício físico, não se esqueça nunca do alongamento antes e depois. Na corrida e na caminhada, principalmente, os músculos se tencionam mais do que estão acostumados em atividades do dia a dia. O alongamento ajuda a relaxá-los e a prevenir distorções.

Natação / Hidroginástica

Prós: Você certamente já deve ter ouvido falar, nadar está entre os exercícios mais completos e perfeitos. A natação fortalece e alonga a musculatura, queima calorias, regula a sistema cardiovascular e, principalmente, a respiração, pois a inspiração e expiração são fortemente trabalhadas. A hidroginástica faz um trabalho semelhante por lidar também com a resistência da água. A força da água provoca o mínimo de impacto e de riscos de lesões. E quando você sai da piscina, não importa com quanto sacrifício você nadou ou fez exercício, você se sente mais refrescado físicamente e mentalmente.

Contras: Se existe alguma desvantagem em escolher a natação e a hidroginástica? Trata-se de uma questão pessoal. Na maioria das vezes, o que dificulta a adesão ao esporte é a dificuldade de se adaptar ao meio líquido. Para alguns, é importante que a piscina seja aquecida. Ainda existem aqueles que não sabem nadar e acham difícil de aprender. Esses não devem se desestimular. Nada que um bom esforço e uma prancha ou nadadeira não possam ajudar a resolver. E o resultado de superar um problema é ainda mais recompensador.

Musculação

Prós: Antigamente, ouvíamos dizer muito que pessoas mais velhas ou muito novas não poderiam fazer musculação. Isso é totalmente falso! Nos anos 80, com a moda do culto ao corpo “à la Madonna” (a cantora e não a personagem mitológica), foi difundida a falsa ideia de que a musculação servia à hipertrofia dos músculos e para modelar o corpo.

Na verdade, a musculação é um dos exercícios mais indicados para pessoas a partir dos 30 anos, para dar resistência física e fortalecer o tônus. Depois dessa idade, a pessoa começa a perder ainda mais massa muscular, principalmente, se for sedentária. E aumenta a fragilidade da musculatura, que não protege mais os ossos como deveria e dá menor sustentação ao corpo. Levantar peso aumenta a densidade do osso, incentiva o metabolismo a queimar calorias, força sua elasticidade, molda e tonifica todo seu corpo.

Contras: O exercício é contra-indicado a certos pacientes cardíacos, pois o peso em maior grau pode acelerar a pressão arterial. Para estes, recomenda-se as caminhadas e o ciclismo, esportes que focalizam mais a parte aeróbica, ou seja, a freqüência uniforme dos batimentos cardíacos.
O treinamento de resistência também é perigoso também quando mal-orientado. O excesso de peso pode ocasionar lesões nos músculos quanto nas articulações e até causar desvios posturais. Porém, após aval de seu clínico geral e a avaliação de um bom profissional de educação física, se feito corretamente, não há desvantagem em um programa de musculação bem-elaborado.

Dança de salão

Prós: Trabalha o bem-estar emocional, a coordenação motora, a sustentação, queima calorias e trabalha o sistema cardiorrespiratório, quando o ritmo exige uma freqüência cardíaca constante. O impacto é mínimo, a não ser nas danças que exigem mais resistência física.

Contras: Quase não há contra indicações, contanto que se respeite o limite físico de cada um.

Yoga e Tai Chi Chuan

Prós: Ambos exercícios estimulam o alongamento, a respiração, a concentração, o equilíbrio e o bem-estar espiritual.

Contras: Quase não há perda calórica. Duas das linhas da yoga – a Hatha Yoga e a Swástia Yôga – promovem o desenvolvimento da musculatura através da sustentação e do alongamento mas, é claro, que menos do que os exercícios com sobrecarga. Já o Tai Chi Chuan já não há desenvolvimento da musculatura, somente equilíbrio e concentração.

loading...

Comentários no Facebook