-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Tag archive

depressao

Depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas e é doença que mais incapacita pacientes, diz OMS

em News & Trends/Saúde & Bem-estar por

Mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na semana em que a ONU lembra o Dia Mundial da Saúde (7). O número de casos da doença, estimado em 2015, representa um aumento de 18% desde 2005. Segundo o organismo das Nações Unidas, a patologia já é considerada a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo, gerando perdas anuais de 1 trilhão de dólares.

Continue lendo

Depressão- Aprenda a reconhecer os sintomas e a lidar com a doença

em News & Trends/Saúde & Bem-estar por

Desde 2014, é realizado no Brasil o Setembro Amarelo – campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. O objetivo de alarmar sobre o tema é gerar consciência do alcance da depressão e a importância de se procurar ajuda. Segundo a pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil se apresenta como um dos países com os casos mais graves relacionados aos transtornos depressivos e é o oitavo com o maior número de suicídios. Para explicar os sintomas da doença que afeta 350 milhões de pessoas no mundo, a psicóloga do São Cristóvão Saúde, Aline Melo aborda as principais dúvidas sobre o assunto.

“A depressão é uma doença que pode ser desencadeada pela junção de diversos fatores genéticos e ambientais. O seu início pode ocorrer devido a situações traumáticas, como mortes, perdas, diagnóstico de alguma doença, acidentes, entre outras, além de alterações relacionadas à tireoide ou uso de drogas lícitas ou ilícitas”, explica a psicóloga do São Cristóvão Saúde, Aline Melo. Segundo a profissional, o termo depressão está muito banalizado, sendo muitas vezes confundido com momentos de tristeza comuns na vida de cada pessoa. “A depressão consiste em um estado patológico de tristeza contínuo, que afeta o sono, apetite e autoestima. Normalmente, percebe-se um afastamento social e uma certa apatia em relação às situações que costumavam ser prazerosas. Em alguns casos, incluem pensamentos suicidas”, esclarece. Ao identificar algum desses sintomas em si ou em alguém próximo, busque auxílio médico para uma avaliação e tratamento adequado.

Continue lendo

Setembro Amarelo: prevenção contra o suicídio – Vamos falar sobre isso?

em News & Trends/Saúde & Bem-estar por

Por Prof. Dr. Mario Louzã, médico psiquiatra, doutor em Medicina pela Universidade de Würzburg, Alemanha. Membro Filiado do Instituto de Psicanálise da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (CRMSP 34330)

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, que tem como intuito alertar a população sobre a realidade do suicídio e as formas de prevenção. De acordo com a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), este trabalho surgiu para disseminar informações que podem auxiliar a sociedade a desmitificar o tabu em torno do assunto e ajudar médicos a identificar seus fatores de risco, tratar e instruir seus pacientes.

Iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP, o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades em 2014, em Brasília. Em 2015, a campanha conseguiu uma maior exposição com ações em todas as regiões do País. No exterior, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio – também incentiva a divulgação do evento.

Continue lendo

OMS: suicídio é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo

em Mundo/News & Trends/ONU/Saúde & Bem-estar por

No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro), a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OMS) alertaram para este grave problema de saúde pública responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo.

Continue lendo

Depressão infanto-juvenil: atenção precisa ser redobrada

em News & Trends/Saúde & Bem-estar por

A depressão infanto-juvenil tem aumentado ultimamente. A procura por tratamento é evidente nos consultórios dos especialistas. O comportamento alegre, movimentado e explorador,típico das crianças saudáveis,transforma-se ao ser ameaçado por um medo excessivo, por tristezas, às vezes sem fundamento, além de apatia e desânimos e falta de motivação.

Continue lendo

Depressão é motivo para aposentadoria por invalidez?

em Negócios/Saúde & Bem-estar por
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A aposentadoria por invalidez, benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social -INSS ao segurado que se tornou incapacitado para o trabalho de forma definitiva em razão de doença física, também é aplicável para doenças psíquicas dentre as quais se incluem a depressão.  “As doenças psíquicas permitem o mesmo amparo que as doenças físicas, portanto, desde que o quadro de depressão seja considerado incurável, ele poderá gerar o direito a obtenção de aposentadoria por invalidez”, explica o advogado, *Leonardo Passafaro, especialista em relações do trabalho e sócio do Capano, Passafaro Advogados Associados.

O especialista diz que a depressão é a doença psíquica mais comum que atinge trabalhadores que buscam amparo do INSS, mas não a única, uma vez que outras doenças de ordem psiquiátrica também podem impossibilitar o empregado de exercer seu trabalho, por exemplo, a síndrome do pânico, transtornos obsessivos compulsivos, bipolaridade, esquizofrenia, síndrome de burn out, entre outros.

Continue lendo

Depressão ainda é tabu entre os homens

em Educação e Comportamento/Saúde & Bem-estar por

Falar de depressão e tratá-la ainda é um tabu no universo masculino. Há estudos que indicam que é uma doença predominante do sexo feminino, mas há outros que apontam que os homens procuram menos auxilio quando apresentam um quadro depressivo.

A teoria de que eles evitam procurar ajuda é retratada no Centro de Pesquisas, que seleciona pacientes com idade entre 18 e 65 anos com interesse de fazer parte de um programa de estudo de medicamentos antidepressivos.

De cada 40 pacientes inscritos no programa gratuito, apenas um é homem. “Há uma certa resistência em aceitar a depressão por entender que é algo que atinge valores morais, por achar que perdeu-se a capacidade de lidar com os problemas ou porque simplesmente é uma fraqueza”, explica Luiz Fernando Petry  que é médico psiquiatra do Centro de Pesquisas Dr. Hamilton Grabowski.

Petry lembra que a intenção do programa é comparar o resultado entre dois antidepressivos já existentes no mercado há mais de 15 anos. Segundo ele, pacientes podem apresentar um diagnóstico feito por clinico ou fazer uma consulta no centro de pesquisas para saber se apresenta quadro de depressão ou não. “O diagnóstico é feito com sintomas centrais e acessórios: os sintomas centrais são a alteração na qualidade de humor, quando a pessoa começa a sentir tristeza, melancolia, com uma frequência muito grande e sem um motivo, além da diminuição de ânimo para fazer as coisas.  Já a insônia, diminuição de apetite e alterações de libido são sintomas acessórios”, detalha o psiquiatra.

O médico lembra que o tratamento com os antidepressivos testados são seguros e eficazes, mas destaca que mudanças de hábitos e outras terapias auxiliam no desaparecimento dos sintomas. “Terapias de motivação comportamental e atividade físicas são importantes durante o tratamento”, conclui.

Voltar p/ Capa