Connect with us

2013 foi o ano das viagens internacionais

Published

on

Se as suas viagens internacionais no ano passado foram ainda mais desgastaste do que de costume, aqui estão algumas estatísticas que podem explicar o porquê: Um adicional de 52 milhões de turistas internacionais viajaram pelo mundo em 2013, estabelecendo um novo recorde, de acordo com as últimas estatísticas da Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas.

As expectativas superaram até as próprias previsões da OMT. “2013 foi um excelente ano para o turismo internacional”, disse o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai. “Mesmo com com os persistentes desafios econômicos e geopolíticos, o setor do turismo tem mostrado uma notável capacidade de se adaptar às novas condições do mercado, alimentando o crescimento e a criação de emprego em todo o mundo”. Na verdade, o turismo tem sido um dos poucos setores que geram notícias positivas para muitas economias” .

A OMT prevê um aumento em 4 para 4,5 por cento em 2014. Embora um pouco abaixo dos 5 por cento de crescimento em 2013 , esse número ainda está acima da previsão de longo prazo de 3,8 por cento de crescimento entre 2010 e 2020 .

” Os resultados positivos de 2013, bem como a melhoria da economia mundial prevista para 2014, faz o cenário do turismo internacional ter mais um ano positivo”, observa Rifai.

Advertisement

“Dentro deste contexto, a OMT apelou aos governos nacionais para definir uma estratégia que apóiem o setor a crescer de forma justa e sustentável”.

Crescimento do turismo regional

O maior crescimento do turismo internacional no ano passado foram para os destinos da Ásia-Pacífico (até 6 por cento), África (até 6 por cento) e na Europa (até 5 por cento). Mais especificamente, o Sudeste da Ásia (10 por cento) , Europa Central e Oriental (até 7 por cento), do Sul e Europa Mediterrânea (até 6 por cento), e o Norte da África (até 6 por cento) .

A Europa mais uma vez liderou o crescimento em termos de número absoluto de visitantes, acolhendo 29 milhões de turistas internacionais em 2013. Seu crescimento de 5 por cento superou as expectativas e foi o dobro da média de sete anos da região.

O Crescimento relativo, entretanto, foi mais forte na Ásia e no Pacífico, onde fortes ganhos no Sudeste Asiático elevarem o número de turistas internacionais. Em comparação Sul da Ásia (até 5 por cento), Nordeste da Ásia (até 4 por cento) e Oceania (até 4 por cento) .

Advertisement

O crescimento nas Américas, também, era relativamente modesto no ano passado, com  4 por cento. A região teve um aumento de 6 milhões de turistas. A América do Norte e Central lideraram com ganhos de 4 por cento, enquanto que a América do Sul (até 2 por cento) e no Caribe (até 1 por cento).

O Oriente Médio não viu nenhum crescimento, enquanto que o Norte de África (até 6 por cento) e África Subsaariana (até 5 por cento) levaram a África para um novo recorde de 56 milhões de chegadas.

Olhando para 2014, a OMT, mais uma vez espera superar as perspectivas na Ásia (5-6 por cento de crescimento ) e da África (4-6 por cento de crescimento ), seguido por Europa e nas Américas (ambos 3-4 por cento de crescimento).

Principais mercados de saída

Duas nações, em particular, têm surgido como a força motriz por trás do aumento do número de turistas em todo o mundo: Rússia e China. A China, que se tornou o maior mercado emissor em 2012, com uma despesa de 102.000 milhões de dólares, viu um aumento das despesas de 28 por cento nos primeiros três trimestres de 2013. Rússia, por sua vez, é hoje o quinto maior mercado emissor, com 26 por cento de crescimento até setembro.

Advertisement

Em outra parte, o crescimento das despesas de saída foi de 24 por cento na Turquia e 18 por cento em ambas as Filipinas e Qatar. Kuwait, Indonésia, Ucrânia e Brasil também tiveram um crescimento substancial com as despesas no exterior em 2013.

Em comparação, as economias avançadas viram mudanças mais modestas, embora a França tenha se recuperado de um fraco 2012, com 6 por cento de crescimento.

Destinos que cresceram rapidamente

A lista dos países mais visitados do mundo manteve-se relativamente inalterada em 2013, com a França, os EUA e a China, mais uma vez no topo da maioria dos itinerários. O que mudou, no entanto, foi o interesse global em vários outros países.

O Japão registrou um crescimento impressionante no ano passado, chegando aos 24 por cento de turistas internacionais, O motivo desse aumento está relacionado a moeda iene  estar desvalorizada e também pelo empurrão ao turismo pós-tsunami. Na Ásia, a Tailândia conseguiu 19,6 por cento a mais de turistas no ano passado (apesar da crescente incerteza política), enquanto Taiwan (9,7 por cento), Vietnã (10,6 por cento) e Filipinas (11,2 por cento).

Advertisement

Cazaquistão foi, talvez, a maior surpresa de 2013, com 21,9 por cento de crescimento de turistas internacionais. Sua proximidade com a China e a Rússia, sem dúvida, ajudou o país centro-asiático.

Completando o top 10 dos destinos turísticos que cresceram mais rápido em 2013, tem a Grécia com (15,5 por cento), Turquia (até 10,5 por cento), Rússia (até 10,5 por cento) e os Emirados Árabes  (10,4 por cento).

© 2014, IBTimes

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times