Connect with us

Entertainment

A Psicologia do Cheiro: Como os Perfumes Afetam o Humor, Emoções e Memória

Published

on

Os egípcios antigos usavam perfumes em rituais religiosos. Eles acreditavam que queimando madeira, incenso e resinas, podiam se aproximar de Deus. A palavra ‘perfume’ tem sua origem na palavra latina ‘PER FUMUM’, que significa ‘através da fumaça’. Ao longo da história, os perfumes sempre estiveram ligados à espiritualidade e à sedução.

A ciência nos diz que ao longo da evolução, perdemos cerca de 60% de nossa capacidade olfativa. O sentido do olfato é o mais antigo do ser humano e está intimamente ligado às emoções e à memória, no que chamamos de sistema límbico. Quando cheiramos algo, as moléculas do cheiro entram no nariz e ativam pequenos pelos chamados cílios, que enviam mensagens ao cérebro.

Uma parte do cérebro que recebe essas mensagens é o sistema límbico, que é conhecido como o centro do prazer. O córtex cerebral está conectado ao sistema límbico e à amígdala, onde as emoções nascem e as memórias emocionais são armazenadas. O sistema límbico está presente em todos os mamíferos e desempenha um papel importante em nossos impulsos básicos, como fome, medo e atração sexual.

Por esta razão, o olfato tem um grande impacto em nossas emoções e memórias, criando o que chamamos de memória olfativa. Isso significa que um cheiro específico pode nos fazer lembrar de experiências passadas, mesmo que não tenhamos sentido esse cheiro por muito tempo. O olfato atua como uma espécie de alarme, alertando-nos para perigos, como o cheiro de fumaça, ou nos indicando quando algo não cheira bem, como um sinal de desconforto. Além disso, certos cheiros podem despertar emoções como alegria, atração, empolgação ou relaxamento.

Em resumo, o olfato é um dos sentidos mais poderosos do ser humano e tem a capacidade de evocar memórias, influenciar o humor e despertar emoções profundas. A psicologia do cheiro, portanto, desempenha um papel significativo em nossa vida cotidiana, incluindo o uso de perfumes, que também pode afetar o comportamento das pessoas ao nosso redor. Por exemplo, um perfume agradável pode atrair os outros e melhorar as interações sociais, enquanto uma fragrância desagradável pode afastar as pessoas. A psicologia do cheiro é uma área intrigante que demonstra o impacto profundo que os perfumes podem ter no nosso humor, nas nossas emoções e nas nossas memórias. As fragrâncias podem ser usadas de forma consciente para influenciar positivamente o nosso bem-estar e a forma como nos relacionamos com o mundo ao nosso redor.

Indicamos aqui alguns perfumes da Ciclo que contém ingredientes que podem ajudar na psicologia do cheiro:

Perfumes e Emoções:

Energizante: Perfumes com notas cítricas, como limão e laranja, e notas herbais, como menta e eucalipto, têm o poder de elevar o ânimo e criar uma sensação de felicidade e energia.

Sunset: bergamota e mandarina

Kiss you more: mandarina e limão

I´Man Jet: limão e bergamota

Relaxante: Fragrâncias com notas de lavanda e camomila têm propriedades relaxantes que podem reduzir o estresse e promover a tranquilidade.

I´Man Camper

I´Man Rebel

Sensualidade: Fragrâncias com notas de jasmim, âmbar, chocolate, baunilha e patchouli são frequentemente associadas à sedução e ao romance.

Athina: âmbar e patchuli

Forever: jasmim e baunilha

Kiss: jasmim e cacau

La Luna: patchuli e baunilha

I´Man Atomic = patchouli e jasmim

Continue Reading
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times