Connect with us

A vida é em versão Beta

Published

on

Camila

A vida é em versão Beta

Versão beta: para ser mais didática e exata, segundo a Wikipédia, é a versão de um produto que ainda se encontra em fase de desenvolvimento e testes e são disponibilizados para que os usuários possam conhecer. Sempre que um programa é lançado em versão Beta, significa que o próprio desenvolvedor admite que ele ainda não está pronto e pode ter problemas, porém já está em um nível decente para a utilização.

E não seria assim a vida de cada um de nós, uma eterna versão Beta? Nascemos meninos ou meninas, brancos, negros, japoneses, índios ou ruivos, ricos, muito ricos, classe média, pobre, miserável. Sorridentes ou mais sérios, introspectivos ou extrovertidos, tímidos ou desinibidos, altos ou baixos, e assim vai, como se tudo fosse definitivo até que…

A loira quer ser ruiva, o pobre ganha um upgrade, quem sabe chegando a ser um milionário. O gordinho faz dieta ou cirurgia e ganha uma silhueta mais esbelta. A magrela, sem peito, encontra nas próteses de silicone a solução. E assim, nos tornamos sempre alguém em construção de nós mesmos.

Não só no aspecto físico, mas na evolução humana. Deixamos de ser narcisistas quando conseguimos enxergar para além do espelho e encontrar nos outros as necessidades que podemos ajudar a suprir, e então nos tornamos mais humanos. Deixamos a timidez de lado quando ela começa a querer se confundir com solidão, tão pouca se torna a troca de experiências com o outro por conta disso. Ganhamos confiança em nós mesmos quando investimos em descobrir ou sanar as lacunas daquilo que nos prejudicava e corremos atrás, seja com estudo, leitura, conversa ou um livro.

A meu ver, estamos constantemente em versão Beta. Do dia em que nascemos ao que morremos, sem interrupção. E não é porque a vida acaba que chegamos à versão final e “redonda” do que pretendíamos ou poderíamos ser. Ainda ficamos devendo, para nós e para o mundo, um tanto de adaptações, mudanças, melhorias.

Advertisement

Na versão Beta, nos damos o direito (e o dever) de nos construirmos diariamente. Nem sempre acertando. Por vezes, as maiores ou melhores construções vêm com os erros. E ao refletirmos, reiniciamos o programa, atualizamos nosso software interno e crescemos mais um pouco.

Começamos em Beta e, se soubermos aproveitar, nos tornaremos, ainda Betas, uma versão melhorada, se não para o mundo para nós mesmos. O bom e importante de ser Beta é a constante possibilidade e busca pelas descobertas. É o aprimoramento daquilo que se era para se chegar ao que se quer ser. É poder dizer, diariamente, após as novas descobertas de si mesmo e para si mesmo: “Muito prazer”!

__________________________________________________________________________________________________________

Camila Linberger é relações públicas, sócia-diretora da Get News Comunicação, agência de comunicação corporativa e assessoria de imprensa sediada em São Paulo. © 2013.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times