Connect with us

Absolvição de ex-presidente Mubarak provoca onda de violência no Egito e deve ser contida

Published

on

Foto: IRIN/Amr Emam.

Foto: IRIN/Amr Emam.

Nos últimos dias, país tem sido palco de uma série de confrontos entre manifestantes e agentes de segurança do governo, que provocaram a morte de cinco pessoas e a prisão de 72.

A agência da ONU para os direitos humanos (ACNUDH) expressou grande preocupação, nesta terça-feira (2), com a nova onda de violência no Egito durante as manifestações, que ocorreram no último fim de semana, contra o veredito do julgamento do ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, que foi absolvido. Os confrontos provocaram a morte de cinco pessoas, incluindo dois agentes de segurança.

“Tais violações cometidas pelas forças de segurança no contexto de manifestações são uma falta gravíssima de responsabilidade”, disse o porta-voz do ACNUDH, Rupert Colville. A agência da ONU pediu que as autoridades garantissem que os responsáveis por tais violações de direitos humanos sejam levados à justiça de acordo com os padrões internacionais.

Além disso, a agência da ONU disse que o governo do país tem impedido que os civis usufruam de seu direito à liberdade de expressão e de reunião pacífica. Na semana passada, 78 adolescentes foram condenados por participar de protestos não autorizados. “A crescente polarização na sociedade egípcia é muito preocupante”, concluiu Colville.

Fonte: onu.org.br

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times