Connect with us

Brasileiros publicam artigo inédito sobre dengue

Published

on

Foto: Wikimedia

Foto: Wikimedia

Quase 550 mil casos de dengue foram registrados pelo Ministério da Saúde até a primeira quinzena de outubro. Embora a incidência da doença venha caindo, as preocupações sobre suas consequências, não. Foi registrado, em Belo Horizonte, o primeiro caso de paciente que ficou grávida após apresentar a doença imediatamente após ter transferido os embriões em um tratamento de Fertilização In Vitro (FIV).

Um casal que apresentava infertilidade sem causa aparente foi submetido à FIV. A paciente foi submetida ao estimulo ovariano, os óvulos foram coletados e fecundados com os espermatozoides do marido e os embriões transferidos para a paciente. No mesmo dia em que foi realizada a transferência dos embriões, a paciente sentiu dores na cabeça e náuseas, além de febre, nos dias em sequência, ela apresentou outros sintomas da dengue e após a realização dos exames, foi confirmado que ela havia contraído o vírus e estava com dengue hemorrágica. O tratamento para a Dengue foi realizado de forma habitual e, após 14 dias, o exame de gravidez confirmou que o embrião havia implantado. A gravidez seguiu normalmente e o bebê nasceu saudável com 39 semanas de gestação.

“Ainda não ficou estabelecido que a dengue cause impactos no processo de FIV, mas como se trata de uma séria questão de saúde pública, o registro desse caso é de grande valia”, garante Selmo Geber, especialista em reprodução assistida da clínica Origen e professor na Universidade Federal de Minas Gerais, e foi responsável pelo case juntamente com sua equipe.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times