Connect with us

Desenvolve SP e ABES apresentam linha de crédito para empresas inovadoras

Published

on

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista e a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), apresentaram na última quinta-feira, dia 18, a linha de financiamento MPME Inovadora, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para empresas com projetos de inovação de diversos segmentos da economia. O evento ocorreu na sede da Desenvolve SP, no centro de São Paulo. A parceria entre Desenvolve SP e BNDES para operação da linha foi fechada em maio e tem como foco em apoiar o aumento da competitividade das empresas inovadoras paulistas. A taxa de juros da linha é de 4% ao ano, com prazo de até 10 anos para pagar.

A linha de financiamento já está em operação e a participação básica é de até 100% dos itens financiáveis, com limite máximo de R$ 10 milhões por empresa. O prazo de carência pode chegar a 36 meses. Como alternativa de garantia, a Desenvolve SP oferece o FGI (Fundo Garantidor para Investimento).

“Incentivar a inovação significa gerar competitividade nas empresas de menor porte, fortalecendo a economia paulista. Com a linha MPME Inovadora, a Desenvolve SP passa oferecer mais uma opção de financiamento aos pequenos e médios empresários que desejam tirar projetos inovadores do papel para crescer de forma planejada e sustentável”, diz Gilberto Fioravante, Superintendente de Negócios da Desenvolve SP.

O objetivo da linha é apoiar empresas com características inovadoras e com faturamento anual inferior a R$ 90 milhões. O principal diferencial da linha de crédito está na clareza e objetividade dos critérios para obter agilmente o benefício, com baixo custo e flexibilidade nas garantias para as empresas que inovam.

“Com as melhores taxas de juros disponíveis no mercado, essa linha de crédito é uma grande oportunidade das empresas paulistas de TI conseguirem o investimento necessário para introduzir seus projetos inovadores no mercado”, afirma Jorge Sukarie, presidente da ABES.

Advertisement

Para que uma empresa seja entendida como inovadora será exigido que ela cumpra um dentre diversos critérios: utilize o Cartão BNDES para serviços de tecnologia; tenha MPS.BR; esteja em um Parque Tecnológico; tenha participado de uma incubadora de empresas; tenha recebido investimento de um fundo voltado para empresas inovadoras; participe do SIBRATEC (Sistema Brasileiro de Tecnologia); entre muitas outras alternativas.

A iniciativa contou com o apoio das entidades: ABRAT (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação), Assespro (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação), Cietec (Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia), ITS (Instituto de Tecnologia de Software), Rede Paulista de Inovação(RPI) e Softex Campinas (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro).

Para mais informações sobre a linha MPME Inovadora acesse a página da Desenvolve SP (desenvolvesp.com.br).

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times