Ele e Ela

Published

on

Texto composto somente com a letra E.

Ele e ela eram especiais. Ela era elegante e ele extravagante. Ela ensinava em escolas e ele ensaiava enredos engraçados.

Encabular espertos, estimular energias escondidas, enxergar entre escuridões e esclarecer erros, empolgavam esquadrões esquecidos em esquinas.

Era essencial entreter, entender, elogiar e expor essências extintas escritas em estrofes.

Eles escutavam estórias estranhas em estradas esquisitas, entretanto, evitavam exaltações enfurecidas.

Ele e ela estavam em estágio elevado. Ela encarava espontaneamente estudantes emburrados e ele espalhava entusiasmos.

Enormes emoções entravam em erupção esmagando estresses encubados enquanto eles enalteciam encarnações.

Eles eram especialistas em enriquecer estúpidos exemplos, e esse estilo englobava elementos eliminados em esferas espaciais.

Egoísmo, egocentrismo e estrelismo escravizam exibidos, e eles entendiam exatamente essa experiência.

Embora eles estivessem evoluindo, eles estavam enfraquecidos. Era extremamente esgotante estimular estereótipos emocionais. Então, empapuçaram e escolheram encerrar enquanto essa energia estava estável.

Ele engoliu enxofre e enforcou-se. Ela espalhou explosivos e enterrou-se em escombros.

“Entregar emoções escraviza”

______________________________________________________________________________________________________________

Teclado de Papel. Direto do Submundo para o Mundo Virtual. Palavras, pensamentos e poesias. ©2014.

Trending

Sair da versão mobile