Entretenimento auxilia na qualidade da saúde mental

Published

on

Foto: Reprodução

Ter como aliada a socialização pode ajudar a preservar a saúde mental, já que beneficia na qualidade de vida e no enfrentamento de doenças.

No dia 10 de outubro comemora-se o dia mundial da saúde mental, sendo o conceito da data, a ausência de transtornos psiquiátricos. Ainda, pode-se pensar na saúde mental de forma mais ampla, como a capacidade do indivíduo equilibrar as exigências internas e as externas. Estima-se que 30% da população brasileira possa desenvolver algum tipo de transtorno mental ao longo da vida, segundo dados da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria).

Dependências químicas, hereditariedade e ainda situação de estresse, que se tornou uma palavra bastante comum na vida da população, podem ajudar no desenvolvimento de transtornos psiquiátricos. Os quadros mais comuns são: depressão, transtorno de ansiedade e pânico, e ainda, esquizofrenia.

O estresse pode ser gerado no ambiente profissional, familiar, nas relações afetivas e assim interferir na saúde física e emocional do individuo. “Isso pode ocorrer pela cobrança diária, além da necessidade de adaptação rapidamente às mudanças e, ainda, a sobrecarga no ambiente profissional pelos prazos curtos impostos para cumprir metas”, explica a Juliana Batista, psicóloga do Hcor.

Além de possíveis problemas emocionais, o estresse é considerado fator de risco para algumas doenças cardiovasculares como o infarto e hipertensão. Contudo a alimentação inadequada, histórico familiar, sobrepeso e sedentarismo também são fatores de predisposição para a doença cardíaca. Um indivíduo precisa de alternativas para buscar qualidade na saúde mental, além de ter a capacidade de equilibrar as emoções.

Advertisement

Segundo a psicóloga, é muito importante que haja espaço na vida das pessoas para o entretenimento e socialização. Conciliar as exigências da vida profissional e familiar juntamente o lazer é fundamental para a qualidade de vida, o que reflete na saúde mental. “Reconhecer que se precisa de ajuda profissional para alinhar algumas situações que não estão confortáveis para uma vida leve é importante, até para manter uma mente saudável. Já que a capacidade de respeitar o próprio limite e de se cuidar são situações que não acontecem para todos”, finaliza a psicóloga.

Trending

Sair da versão mobile