Connect with us

Eternos insatisfeitos

Published

on

claudia

Eternos insatisfeitos

Parado no trânsito, o empresário olhou para o alto e desejou ter o trabalho daquele limpador de vidros.

Já o limpador de vidros, envolvido pelo vai e vem do andaime, olhou para dentro do prédio que limpava e desejou ter o emprego da mulher ao telefone.

Ela, por sua vez, rezava todos os dias para largar aquele emprego no telemarketing e assumir a vida da cliente que ligou pedindo o combo mais caro da TV a cabo.

Cliente essa que pagou pela mudança porque, atolada de planilhas no escritório, havia perdido todos os seus amigos – restando apenas ter mais opções na TV e desejando inconscientemente ter a vida de sua diarista.

Advertisement

Bem ela, que andava com as costas acabadas de tanto esfregar o chão, e saía do serviço todos os dias querendo ter a vida mansa daquele sorridente porteiro que a xavecava também diariamente.

Porteiro este que, atolado em dívidas, estava cogitando largar sua posição, comprar uma moto e partir para a perigosa (embora mais recompensadora) vida daqueles tantos entregadores de pizza que recebia em sua portaria.

E foi depois de uma dessas entregas que o motoboy, parado no trânsito, olhou para o carrão do empresário bem ao seu lado e desejou como nunca ter a vida daquele senhor.

Que, impaciente, só queria mesmo era limpar vidros.

__________________________________________________________________________________________________________
Henrique Rojas – mas pode chamar só de “Rôrras” – é redator, palmeirense, paulistano e um observador nato de pessoas. ©2014.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times