Connect with us

IMC: conheça formas de calcular a massa magra do corpo em casa

Published

on

Na hora de determinar se uma pessoa está acima do peso ou não, os profissionais da saúde lançam mão de algumas equações que lhes dão uma indicação sobre a massa corporal daquela pessoa. Bastante popular, o índice de massa corporal ou IMC, tornou-se uma febre nas academias, revistas e redes sociais de fitness. Afinal, com uma calculadora pode-se determinar a relação entre peso e altura e descobrir se está acima do peso ou não.  Porém, Ana Paula Oliveira, personal trainer, diz que o cálculo do IMC não é tão preciso por não considerar a distribuição de gordura, o índice de massa magra e outros parâmetros.

“A pesagem hidrostática é a mais eficaz, com 1,5% de margem de erro. Ele é feito em locais específicos e instituições de pesquisa e a pessoa fica submersa na água”, explica. Quem não pode bancar esse tipo de medida não precisa ficar “no escuro”. Afinal, outros métodos como a bioimpedância e o adipômetro, ambos com margem de erro de 3%, são bastante eficazes e fáceis de serem encontrados, além da medida da circunferência abdominal. “A fita não pode ser elástica para medir a circunferência de diferentes áreas do corpo”, alerta a profissional.

Prático e de baixo custo, o método da fita métrica é apenas uma referência, pois tem pouca precisão. “Mas é um dos métodos que pode ser realizado em casa. O importante é fazer sempre a mesma medição e usando o mesmo equipamento (fita e balança)”, diz Ana Paula. Já existem balanças caseiras de biopedância também e, para ter um resultado mais fidedigno, a profissional indica que a pessoa esteja em jejum de quatro horas, 12 horas sem se exercitar, 48 horas sem consumir álcool, não ter usado produtos diuréticos e estar com a bexiga vazia. O ideal é repetir a medição a cada três meses também.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times