Já ouviu falar em beezin? Nova tendência entre os adolescentes gera preocupação

Published

on

Os adolescentes de diferentes épocas sempre apresentaram comportamentos de risco, mas uma nova tendência bizarra tem chocado os profissionais de saúde.

Várias agências de notícias informam que alguns adolescentes estão usando bálsamo labial de abelhas, um hidratante popular feito de produtos naturais, incluindo cera de abelha, que proporciona segundos de alucinação.

Foto: Reprodução

O uso do produto – conhecido como beezin – envolve passar o hidratante na parte superior das pálpebras. Em seguida, ocorre a sensação de formigamento comumente associado às abelhas e que, aparentemente, simula o efeito.

“É o óleo de hortelã com pimenta que está causando a sensação de queimação. Suponho que algumas pessoas acham isso engraçado”, diz o Dr. Brett Cauthen. Parece inofensivo? Mas não é.

Os médicos alertam que o beezin pode ser perigoso para a saúde e levar a sérios riscos, incluindo reações alérgicas ou sintomas de conjuntivite, além de ajudar a espalhar o vírus da herpes.

Advertisement

“Se você estiver com afta, usar o hidratante, emprestá-lo a sua amiga e ela passar em sua pálpebra, o vírus da herpes pode ser transmitido a partir do batom para o olho de uma pessoa e pode causar cegueira”, explica a Dr. Kelly Johnson-Arbor, médica toxicologista. Ou seja, uma infecção grave pode custar a vida de um adolescente.

Um representante do hidratante labial da Burt´s Bees respondeu aos relatórios solicitados depois de vários adolescentes postarem fotos de si mesmos sob o efeito do beezin em várias redes sociais.

“Há muitas coisas naturais que provavelmente não deveriam ir nos olhos – sujeira, galhos, folhas, comida – e protetor labial. A Burt´s Bees testa todos os seus produtos, incluindo a cera de abelha Lip Balm, para garantir que eles são seguros para o uso pretendido”, informou o representante ao jornal New York Daily News.

Embora o beezin não seja ilegal, os especialistas dizem que o uso de drogas ilícitas entre os adolescentes norte-americanos continua a ser elevado, em grande parte devido à crescente popularidade da maconha.

De acordo com o Instituto Nacional de Abuso de Drogas, em 2012, 36 por cento dos estudantes norte-americanos do Ensino Médio tinham usado maconha pelo menos uma vez.

Advertisement

Ao mesmo tempo, a percepção do risco de fumar maconha dos adolescentes entre 14 e 17 anos de idade diminuiu; o que provavelmente reflete o movimento recente de legalização da droga para os adultos.

© 2014, IBTimes.

Trending

Sair da versão mobile