Connect with us

Lollapalooza 2015

Published

on

Diorama

 

Lollapalooza 2015

novologololla2 copy

Se você gosta de música tanto quanto eu, acho que só o nome Lollapalooza já diz tudo. Mas se você ainda não foi em nenhuma das edições deste festival, não deixe a chance passar, pois vale muito a pena. Não só pelas bandas, mas pelas performances, danças e pequenos eventos dentro do próprio evento. É uma experiência que já tive e garanto, é única.

O Lolla foi concebido em 1991, pelo cantor Perry Farrell, do Jane’s Addiction, como uma turnê de despedida da banda.

Em sua primeira trajetória, as edições do evento aconteceram até 1997. Muito tempo depois, o festival acabou sendo ressuscitado, em meados de 2003.

Hoje o festival acontece em diversos países e conta sempre com um line up impressionante. E por falar em line up, apesar de já haver ingressos à venda, ainda não se sabe quem vai tocar no Lolla do ano que vem. Mas se você está interessado em ir, a minha dica é aproveitar e comprar o seu Lolla Pass com antecedência, por que até agora as bandas não decepcionaram. E lembre-se, não estamos falando de um Rock In Rio, onde você entra com a camiseta do Metallica e acaba tendo que assistir a shows de axé e outras coisas nada a ver, perdidas pelo evento.

Advertisement

Abaixo estou deixando um link de um dos melhores shows que eu tive a oportunidade de assistir: Foo Fighters, no Lollapalooza 2012. É só clicar e assistir ao show na íntegra. E se você estava lá, aproveite para matar a saudade e se preparer para o que vem por aí. 😉

Screen Shot 2014-10-07 at 01.37.02

E se você quer saber tudo sobre o festival, acesse: http://www.lollapaloozabr.com/

 

__________________________________________________________________________________________________
Álvaro Carvalho, publicitário, estudante de teatro e apaixonado por música. Adora viajar, conhecer museus, lugares novos, comidas exóticas e todo tipo de entretenimento ligado a cultura e arte.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times