Connect with us

O poder de cada um

Published

on

Paulo

O poder de cada um

“A nossa jornada” é uma rede de generosidade envolve milhares de pessoas em dezenas de cidades e 4 países.

Exatamente um ano antes da entrevista que deu origem a este texto, Renata Quintella decidiu iniciar uma jornada em busca de colocar mais generosidade e gratidão no mundo. Na origem, era portanto a Jornada de Renata Quintella, atriz e diretora artística, uma pessoa comum, com uma vida comum e uma diferença fundamental: o sentimento de gratidão para com a vida e o senso de despertar para a existência do “outro”. Um ano depois, a jornada iniciada por Renata tem mais de 300 voluntários constantes e mais de 40 mil participantes online; e ajudou centenas de pessoas em dezenas de cidades pelo Brasil e em mais 3 países.

Screen Shot 2014-06-11 at 11.42.08 AM

Renata Quintella

“Tudo começa com a pergunta, – O que eu posso fazer por você agora?” porque o foco é aquele momento, aquele instante da vida” – diz Renata. As respostas são tão diversas quanto “eu preciso de um abraço” ou “hoje é meu aniversário e eu não queria passar este dia sozinha.” E também, muitas vezes, o necessário é o transporte para uma outra cidade, para fazer um exame, ou uma cadeira de rodas. A rede não dispõe de financiamento ou apoio, é totalmente mantida pelo esforço dos voluntários liderados por Renata. E desde que foi matéria no Fantástico, chegam milhares de emails e pedidos todos os dias. É claro que não se consegue atender a todos. Mas conforme a rede de voluntários cresce e a iniciativa vai ganhando uma organização maior, mais e mais pessoas são beneficiadas.

“Estamos agora organizando o Instituto Nossa Jornada, que é um passo importante para receber apoios e fazer tudo de forma maior e mais abrangente. Infelizmente, todos os aspectos burocráticos e documentais são muito lentos “.  Embora todo o trabalho de documentação esteja sendo feito por profissionais voluntários, como advogados e administradores, é tanta documentação que apenas os custos de cartório e registros supera várias centenas de reais. E este é um exemplo de como na maioria das vezes, as regras e exigências oficiais funcionam como entraves à realização, mesmo quando esta é notória e positiva.

Mas a jornada segue, e um dos próximos passos mais importantes é conectar esta rede a outros grupos e iniciativas “existe muita gente disposta e positiva, é preciso juntar essas pessoas; fazer com que elas interajam e compartilhem cada vez mais. Às vezes o que pode ser difícil para nós, é a coisa mais simples do mundo para um outro grupo, é preciso que a gente compartilhe mais, e por isso estou envolvida em criar um encontro de vários grupos, para que esse compartilhamento aconteça “.

No caminho do crescimento, “é importante fazer com que cada vez mais pessoas entendam e assumam o caráter de multiplicador, porque a ideia não é que isso fique preso à capacidade de realização de uma única pessoa. Cada um, todo mundo pode fazer algo por alguém. Desde as coisas mais simples. O apoio, as idéias, estão aí, e cada um precisa ganhar a consciência de que tem esse poder em si mesmo, que pode simplesmente fazer acontecer. É reconhecer o ato de pedir ajuda como natural: todo mundo precisa de algo o tempo todo. E se a gente pode ajudar, basta uma decisão. Apenas é preciso entender que existe o tempo e o passo de cada um. Entender que cada um pode ajudar de uma forma, do seu jeito. O importante é conectar as pessoas para que elas trabalhem juntas e colaborem.”

A Nossa Jornada é sobre o poder de cada indivíduo em criar um mundo mais generoso e mais feliz. É sobre olhar o outro, reconhecer sua existência, e o valor do compartilhamento que nos une como seres humanos. Em tempos tão difíceis e conturbados, mais do que nunca é preciso despertar para esse poder dentro de cada um. O poder da escolha, e da ação posta em prática.

E qual é a expectativa, Renata, onde a jornada vai chegar?

“A expectativa maior é que isso inspire as pessoas. Que cada uma das centenas de pessoas que são ajudadas ou que testemunham isso entendam e despertem e façam o mesmo. Se cada uma delas fizer alguma coisa, ainda que pequena; serão milhares de gestos”.

O milagre da multiplicação reside exatamente na vontade de doar, realizar e fazer o bem. Não é “resolver a vida” de um, mas melhorar a vida de todos, continuamente. Uma atitude incorporada à vida, ao cotidiano, inspirando milhares; milhões de pessoas. A inspiração tem levado Renata a realizar palestras em empresas e organizações, para falar justamente desse poder da cooperação, que tem se mostrado muito mais efetivo que qualquer forma de competição, mesmo no contexto das iniciativas comerciais.

“É incrível quando a gente se dá conta que em apenas um ano pudemos fazer tanta coisa, chegar até pessoas tão distantes quanto aquelas que ajudamos em Kabila, na África – ajudamos a montar uma cooperativa para gerar trabalho para as mulheres de Kabila, e hoje vemos que aquelas mulheres estão fazendo o mesmo pelas outras pessoas na sua comunidade”

(Para saber mais sobre a Jornada e entender como você também pode ajudar, visite: anossajornada.com.br)

__________________________________________________________________________________________________________

Paulo Ferreira é escritor, coach e consultor em desenvolvimento organizacional do bem estar humano; conselheiro e representante do Nikola Tesla Institute em SP. © 2014.

Continue Reading

Copyright © 2023 The São Paulo Times