Connect with us

O que acontece quando a água de um vilarejo se esgota?

Published

on

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Lompico, na Califórnia, está ficando sem água. A comunidade idílica tem cerca de 1200 habitantes e está escondida nas montanhas de Santa Cruz, onde sequóias majestosas são características comuns dos quintais das casas. Na semana passada, Lompico apareceu em uma lista de 17 distritos rurais que podem sofrer com a perda total do abastecimento de água daqui a 60 dias.

“À medida que a seca continua, haverá mais cidades que provavelmente aparecerão na lista”, declara Dave Mazzera, chefe da divisão de água potável da Secretaria Estadual de Saúde Pública.

É difícil imaginar o que isso significa em termos absolutos: cerca de 500 casas de Lompico retiram água de três poços que se formados por um aquífero subterrâneo. Os aquíferos são reabastecidos pela chuva que se infiltra através do solo, o que é um processo muito lento, em condições normais. A Califórnia passa pela pior seca no estado em três anos e os níveis do aquífero de Lompico estão caindo, pois a demanda de água supera a velocidade que ele pode ser reabastecido. Mesmo o riacho de Lompico, que poderia ter sido capaz de fazer diferença, está praticamente seco desde agosto.

Para Lois Henry, que vive em Lompico há 43 anos, a situação é calamitosa.

“Eu nunca vi uma seca como essa”, ela diz à Newsweek. “Nós não temos água do rio Colorado, do Hetch Hetchy, um reservatório perto de Yosemite, ou do Delta San Joaquin. Nós só temos a água que está aqui”, declara a moradora.

Advertisement

Muitos reservatórios do estado da Califórnia estão apenas com 30 % do volume total que comportam.

Enquanto Lompico está ficando sem água, outras partes da Califórnia estão prestes a ser cortadas dos compartilhamentos que existem entre alguns estados. Jerry Brown, o governador da Califórnia, pede que os moradores do estado reduzam o consumo de água em 20%. Muitas comunidades locais impuseram cortes obrigatórios para o uso de água individual. Em Lompico, o distrito de água pediu que seus clientes reduzissem o consumo em 30%.

Os cientistas determinaram que as condições extremamente secas provavelmente persistirão na Califórnia devido à mudança climática.

“Eu sei que há períodos de seca. Acontecem. Havia tigelas empoeiradas em 1930. Eles provavelmente estão bem agora”, diz Henry. “Espero que isso não seja uma mudança climática permanente. O que iria acontecer com as sequóias?”, argumenta.

B. Lynn Ingram, uma paleoclimatologista da Universidade da Califórnia, em Berkeley, acredita que o estado que vai se recuperar dessa seca. Mas adverte que o histórico das secas extremamente longas deve ser levado em conta.

Advertisement

Por enquanto, Lompico tem água suficiente para se manter. Mas Henry diz que um dos três poços da cidade foi recentemente inutilizado, reduzindo ainda mais a capacidade de água que a região precisa. O abastecimento de água é tão precário, que Lompico é o principal intervalo da água ou de um grande incêndio longe de níveis desastrosamente baixos.

Orientar as pessoas para que usem menos água também significa menos uma redução dos pagamentos que ajudarão a financiar um novo poço em potencial, ou reparos no que está em mau estado, completa Henry.

“É como se você não pudesse vencer”, diz ela.

Lompico está em discussão com a vizinha San Lorenzo para uma fusão no distrito de água, o que aliviaria a situação. Porém, como mais de 90 % do estado sofre com a seca, um enorme aumento das chuvas é a única solução de longo prazo.

Como medida de última hora, a água pode ser capaz de ser transportada ou trazida por gasoduto para lugares rurais como Lompico. Se essas áreas chegarem ao limite de seu abastecimento de água, as pessoas podem deixar suas casas. “Isso certamente não está longe de acontecer possível”, diz Quinn. “A vida fica muito difícil quando você não tem água.”, declara Tim Quinn, o diretor-executivo da Association of California Water Agencies.

Advertisement

Mas Henry diz que nunca pensou em sair de Lompico. Além disso, como poderia? Vender uma casa em uma área afetada pela seca seria quase impossível.

“O que eu vou fazer? Estou aposentada, esta é a minha casa. Você não se afasta de algo assim tão facilmente”, finaliza a moradora sem muitas esperanças.

© 2014, Newsweek.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times