Connect with us

Pesquisa aponta: 52% dos paulistanos preferem esquecer as calças do que seus smartphones

Published

on

celularEstudo feito pela Hibou revela os 8 maiores hábitos dos usuários de smartphones da cidade de São Paulo.
Os smartphones se tornaram rapidamente os principais aparelhos eletrônicos dos cidadãos para desde busca de informações, compartilhamento da vida pessoal até o uso estritamente profissional. É o que revela pesquisa da Hibou, empresa de monitoramento de mercado, feita com 390 pessoas na cidade de São Paulo.
 
 8  maiores Hábitos dos Paulistanos com smartphones:
1.     84% dos entrevistados disseram que usam seus celulares para compartilhar fotos e ideias em redes sociais
2.     83%  usam o smartphone como assistente pessoal para todas as horas
3.     78% utilizam para ver informações que precisam
4.     66% buscam regularmente aplicativos
5.     65% sempre tentam expor e comentar pontos de vista em sites e aplicativos
6.     66%  utilizam como ferramenta de trabalho
7.     62% acessam arquivos de documentos e afins pelo próprio celular
8.     52% afirmaram que preferem esquecer “suas calças” a esquecerem seus celulares em casa!
24 horas por dia, 7 dias na semana. O Brasileiro cada vez mais está inserido na era dos smartphones e hastags. É o que aponta estudo da Hibou, empresa de pesquisa de monitoramento e mercado, realizado na cidade de São Paulo nos dias 14, 15 e 16 de julho com 390 pessoas. “O perfil dos entrevistados foi aleatório em diversos pontos da cidade,  com faixa etária predominante jovem adulta e adulta” explica Lígia Mello, sócia da Hibou, e coordenadora da pesquisa.
Eles estão por toda a Cidade
“Pela faixa de renda dos entrevistados, podemos observar que os aparelhos celulares de alta tecnologia já estão presentes em todas as classes sociais paulistanas” diz Lígia Mello. 41% dos entrevistados que possuem um smartphone têm renda de até 4 salários mínimos.  Já 44% dos entrevistados têm renda entre 4 e 10 salários mínimos. 13% possuem renda entre 10 e 15 salários mínimos e apenas 2% têm renda maior que 15 salários mínimos.  Além disso, alguns dos entrevistados possuíam mais de um aparelho.
Android x IOS
Quanto ao sistema operacional utilizado por cada usuário, 68%  possuem sistema Android em seus celulares, já 30% responderam que se utilizam do sistema IOS e apenas 2% disseram  Surface-Windows Phone. “O custo e a quantidade de opções de aparelho impactam diretamente no sistema operacional mais utilizado. O sistema Android hoje possui o maior catálogo de marcas e produtos além de uma maior acessibilidade financeira” explica Lígia.
 
10 em 1
Apesar de todos os recursos disponibilizados nos aparelhos da nova geração, 87% dos entrevistados utilizam primordialmente para fazer ligações empatadas com as mensagens instantâneas. Já 70% utilizam para as redes sociais. “O que nos impressionou é que mesmo com a internet e aplicativos de mensagens gratuitas ainda 65%  dos entrevistados disseram que mandam SMS com frequencia” complementa Lígia.  Quanto aos outros recursos, 58% tiram fotos ou gravam vídeos,  51% ouvem músicas, 40% assistem vídeos, 39% checam emails, 35% usam com despertador, 34% jogam games no aparelho, 27% utilizam agenda-calculadora-anotações, 21%  utilizam mapa e GPS, 17% fazem buscas na Web,  14% escutam rádios, 12% lêem notícias, 8% bancos, 7% lanterna, 4% gravador de voz, 2% lêem livros online.
 
Atividades do dia a dia e uso simultâneo dos smartphones
O uso do smartphone durante outra atividade como assistir TV já é algo comum para  2/3 dos entrevistados (75%). Ao serem questionados sobre o que mais usam, 77% disseram redes sociais, 78% mensagens instantâneas, já 16% jogam assistindo TV e 3% realizam pesquisas na web. Destes, 53% responderam que estão compartilhando na internet o que estão assistindo. Já 57% ficam navegando em algo que não tem referência nenhuma com o que está sendo assistindo em sua televisão.
 
Desconfiança nos Pagamentos Online
“Vimos que apenas 17% dos entrevistados fazem algum pagamento pelo celular e o número baixo vem da desconfiança de 72% com o uso do celular para este fim” finaliza Lígia Mello.

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times