Connect with us

Plástico explica os exageros da Renée Zellweger

Published

on

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Nesta semana, a atriz Renée Zellweger surpreendeu a todos ao aparecer irreconhecível no Women In Hollywood Awards, resultado de vários procedimentos estéticos. O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol fala sobre os limites e exageros na cirurgia plástica.   

O desejo pela “aparência ideal” leva milhares de pessoas à procedimentos cirúrgicos, mas até onde vai a busca pela perfeição? A obsessão em reparar as imperfeições e rejuvenescer é tão grande que muitos perdem o limite ao recorrer à cirurgia plástica.

“É muito importante que o médico tenha uma relação fortalecida com seu paciente, para que haja a profissionalismo para dizer quando é a hora de parar, afinal, eles não têm a total ciência dos efeitos dos procedimentos. Dessa forma, o profissional deve aconselha-los para não haver exageros no resultado”, diz o cirurgião plástico Dr. Marco Cassol.

Há diversos casos que repercutem na mídia, principalmente, de celebridades que exageram e que também, adquirem o vício (síndrome dismórfica) em cirurgia plástica, acabando com uma aparência deformada. “A partir do momento em que uma pessoa faz uma cirurgia e adquiri o resultado esperado, ela cria confiança para mexer em outras partes do corpo”, comenta. Nesses casos, o papel do médico é informar e ter critérios antes de realizar um procedimento, pois “muitas vezes, os pacientes pedem terminada cirurgia que não convém para eles e, portanto, é essencial que o médico compartilhe seus conhecimentos, pois uma vez realizada a mudança, em qualquer parte do corpo, não há como regressar a forma inicial”, finaliza o membro de  Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Marco Cassol.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times