Connect with us

Poesias para sexta-feira

Published

on

poetica

Agora o The São Paulo Times conta com uma coluna dedicada à poesias chamada “Poética Urbana”.
Ela será publicada toda sexta-feira. Para colaborar envie sua poesia para poesias@saopaulotimes.com.br.

A visita
(Líria Porto)

só tive olhos pro amor
e sua pele era pálida
e sua chama era tênue

só tive olhos pro amor
e ele se foi para sempre

Advertisement

não vi o céu
nem o sol

—-

Precisão
(Líria Porto)

saio à procura de tudo
um livro uma pedra
uma saia
qualquer coisa serve
num dia frio

até uma palha

Advertisement

—-

Árvore do cerrado
(Líria Porto)

araguari – ventania – nasci já faz tempo
o vento ainda e hoje me segue
conversa comigo espalha meus medos
alerta os perigos espanta meus versos

lá tudo é tão plano a gente se aterra
e quando mudamos o vento se apega
agarra-se à alma impregna-se à pele
até de repente levar-nos à febre

então retornamos
e ali nos enterram

Advertisement

(para Lêda Arantes)

—-

Degelo
(Líria Porto)

eu já era uma mocinha
fazia xixi na cama

o tal cheiro d’amoníaco
me matava de vergonha

Advertisement

mas fechar a torneirinha
na melhor hora do sonho

como?

(eu tinha vontade líquida
e alma muito tristonha)

—-

Fadiga
(Líria Porto)

Advertisement

amanhã
vou passar a manhã em manhattan
vou levar sais de banho
um casaco castanho
vou sonhar que eu sou magnata

amanhã
vou ganhar tanto estanho
barganhar um rebanho
bamburrar

amanhã
hoje não

—-

Agora
(Líria Porto)

Advertisement

aqui em casa faz frio
e debaixo da marquise
debaixo do viaduto
só de pensar
arrepio-me

então os dois cobertores
aqueles que eu nem uso
que guardo para as visitas
mando-os a quem precisa
que viver não é depois
e nem ausências
têm corpo

Líria Porto, poetisa mineira. É tida como uma das vozes mais lúcidas da poesia brasileira contemporânea. Acaba de lançar o livro Garimpo, pela editora Lê, com ilustrações da premiada artista Silvana de Menezes.

__________________________________________________________________________________________________________
Poética Urbana. © 2014.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Copyright © 2023 The São Paulo Times