Qual a idade ideal para começar um tratamento preventivo de pele?

Published

on

Prevenir é o melhor remédio. A frase conhecida de todos tem um significado ainda maior quando o assunto é a pele do rosto da mulher. Muitas das intervenções estéticas que grande parte das mulheres fazem próximo aos 50, 60 anos de idade, poderiam ter sido evitadas se pequenos cuidados fossem iniciados mais cedo. Mas qual é a idade ideal para começar um tratamento preventivo de pele? “As pessoas têm tipos e tendências de peles muito diferentes, por isso, podemos seguir uma regra básica, filtro solar desde sempre e tratamento específico desde que os primeiros sinais apareçam como linhas ao redor dos olhos e na testa”, diz a dermatologista Annia Lourenço, da Clínica da Pele Annia Lourenço, ressaltando que 70% das pessoas que buscam tratamento estético no seu consultório têm entre 30 e 40 anos de idade.

Fatores genéticos e estilo de vida, também podem sinalizar se devemos começar a se prevenir mais cedo ou não. A dermatologista divide os dois tipos de envelhecimento da pele como intrínseco e extrínseco “Aquilo que herdamos, nossa tendência como peles mais finas, brancas e sensíveis, é a chamada pré-disposição intrínseca para o envelhecimento. Já o ambiente ao qual estamos expostos, a nossa má-alimentação, o stress, o uso do cigarro, a perda e ganho de peso, são os fatores extrínsecos que colaboram para o envelhecimento precoce é são esses que podemos e devemos controlar para chegarmos no futuro com uma pele mais saudável”, alerta a Dra. Annia.

A tecnologia hoje tem sido uma grande aliada das mulheres no que diz respeito à prevenção. Hoje, se uma mulher quiser, por exemplo, saber quais sinais aparecerão na sua pele nos próximos meses ou até anos, ela conta com a ajuda de um equipamento chamado Reveal Imager que possibilita o mapeamento detalhado da pele, detectando manchas, vasos, rugas e outros sinais que ainda estão invisíveis a olho nu. Fotografias digitais com luz ultravioleta são tiradas e enviadas a um software de computador, que as analisará, revelando até mesmo as menores rugas. “O mapeamento é tão detalhado que é possível verificar áreas da pele que mais sofreram danos pela exposição ao sol, manchas que estão prestes a despontar e poros demasiadamente dilatados, que aumentam a possibilidade de aparecimento da acne. E ele pode ser usado em qualquer idade”, explica a dermatologista.

Para a dermatologista, o mais importante nesta busca pela prevenção ao envelhecimento é não exagerar na dose e querer ter uma pele de 20 aos 50 anos. “O bonito de verdade é ter uma pele bem cuidada, independente da idade. Exagerar com preenchimentos deformantes, sobrancelhas excessivamente arqueadas, entre outros, trazem faces bizarras e anatomicamente desequilibradas e aí de nada terá adiantado o tratamento preventivo”. alerta a Dra. Annia.

Cada coisa no seu tempo

Advertisement

Para facilitar a descoberta de quais cuidados de prevenção estética de modo geral são mais indicados para a sua faixa etária, a Dra. Annia Lourenço indica:

até os 20 – higiene, tratar a acne para não deixar cicatrizes e usar fitro;

dos 20 aos 30– creme antiidade, ácido glicólico ou retinóico, , vitamina C e filtro solar;

dos 30 aos 40 – tratamento antiflacidez leve, ácido retinóico, tratamento para os olhos, botox, luz pulsada, laser ablativo e não ablativo para manter o colágeno (um atinge a camada mais superficial da pele e outro não)  e preenchimento para alguns casos;

dos 40 ao 50 – igual ao dos 30/40 mais volumizadores para não caírem as bochechas, ULTHERA para perda de contorno e SCULTRA para estímulo intenso de colágeno, face e corpo;

Advertisement

dos 50 em diante – uma combinação de todos os já citados.

Dúvida

Os adolescentes podem fazer tratamentos com laser?

Sim. Muitos jovens fazem tratamento a base de laser para tratar cicatrizes de acne ou estrias, por exemplo.

Advertisement

Trending

Sair da versão mobile