Saiba como prevenir a perda auditiva precoce

Published

on

Segundo a Sociedade Brasileira de Otologia, 30% a 35% dos casos de perdas de audição são consequência da exposição a ruídos diários

A vida hoje está cada vez mais agitada. E barulhenta. Pessoas com boa saúde, mesmo sem saber, são vítimas dos males causados pelo barulho do dia a dia. Enfrentamos altos ruídos em toda a parte, seja no trânsito, em boates, ao usar fones de ouvido para ouvir música, em algumas atividades profissionais e até mesmo dentro de casa, ao utilizar o secador de cabelos, o liquidificador, o aspirador de pó, ou simplesmente assistindo TV ou ligando aparelhos de som em alto volume.

A exposição contínua a sons acima de 80 decibéis sem nenhuma proteção auditiva pode causar, ao longo dos anos, perda de audição irreversível, de acordo com a predisposição de cada indivíduo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Otologia, 30% a 35% das perdas de audição são consequência da exposição a ruídos diários. Por isso, atenção! Não são só aqueles que trabalham diretamente expostos a barulhos – como DJs, produtores musicais, operadores de áudio de emissoras de rádio, funcionários de alguns setores industriais – que devem fazer uso dos protetores de ouvido. Todos devem usá-los, em algumas atividades de nosso cotidiano.

Quando se vai a uma boate, a uma micareta ou atrás de trios elétricos, no carnaval; e até mesmo à uma academia de ginástica (onde muitos professores utilizam a música em volume alto para estimular a malhação) usar protetores de ouvido é uma importante medida de prevenção para evitar a perda precoce da audição.

Advertisement

Trending

Sair da versão mobile