fbpx
Tuesday, September 22, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


2015 inicia com queda de roubos, homicídios e latrocínios em São Paulo

Os roubos e furtos em geral e de veículos iniciaram o ano em queda de 11,67%, com 4.498 crimes a…

By Redação , in São Paulo The São Paulo Times , at 24/02/2015

Os roubos e furtos em geral e de veículos iniciaram o ano em queda de 11,67%, com 4.498 crimes a menos em janeiro. A soma destes quatro indicadores criminais aponta um total de 38.553 ocorrências, contra 34.055 casos em janeiro de 2014.

Como aconteceu no Estado, isoladamente os quatro indicadores também apresentaram queda na comparação entre os meses de janeiro de 2013 e 2014. O indicador de roubos, que exclui a subtração de veículos, diminuiu 1,7% em janeiro deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2014. Ao todo, foram 228 ocorrências a menos – o número caiu, em termos absolutos, de 13.416 para 13.188.

Com 3.095 boletins de ocorrência a menos que em janeiro de 2014, os furtos recuaram 18,8% no primeiro mês do ano. O total passou de 16.453 para 13.358 registros – o menor registro desde 2008, quando foram contabilizados 11.172 casos.

Os roubos de veículos caíram pelo oitavo mês consecutivo. O total, que era de 4.635 casos no primeiro mês do ano passado, chegou a 3.691 ocorrências em janeiro de 2015. A redução representa 20,4%. Com 231 registros a menos, os furtos de veículos também caíram (-5,7%) em janeiro, passando de 4.049 para 3.818 delitos.

Os latrocínios também recuaram. O índice baixou 35,7%. O total de casos no mês passado foi de 9, ante 14 de janeiro de 2014. A quantidade atingida no primeiro mês do ano é a segundo menor desde 2012, que teve sete casos. O número de vítimas de roubos seguidos de morte diminuiu 35,7% em janeiro, chegando a nove mortes.

Os sequestros passaram de três para um caso em janeiro – recuo de 66,67%.

Os estupros caíram 17,4% em janeiro, com 181 registros. Este crime completou 21 meses de quedas consecutivas. Em janeiro do ano passado, foram 219 ocorrências.

Proteção à vida

Em relação aos homicídios, pela primeira vez na série histórica, a taxa de ocorrências por grupo de 100 mil habitantes ficou abaixo dos dois dígitos: 9,75. O ano passado terminou com um índice de 9,83 casos por igual grupo, que é o valor mais baixo da série histórica para um ano todo. A taxa máxima recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de 10 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Se levados em conta somente os 31 dias de janeiro, a taxa foi de 0,84 – em 2013, era de 0,87.

A redução nas taxas ocorre porque os homicídios dolosos caíram 3% no mês de janeiro – de 100 para 97 casos.  É o terceiro menor número para um mês de janeiro de toda a série histórica, atrás apenas de 2011 (90) e 2012 (84).

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *