fbpx
Wednesday, August 5, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


A importância de aprender idiomas no período escolar

Atualmente, o domínio de outro idioma é tão importante quanto a formação acadêmica. Além de atender objetivos profissionais e de…

By Redação , in News & Trends The São Paulo Times , at 12/05/2016

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Atualmente, o domínio de outro idioma é tão importante quanto a formação acadêmica. Além de atender objetivos profissionais e de tornar a pessoa mais competitiva no mercado, falar outra língua com fluência, como inglês, espanhol e alemão, é uma boa maneira de interagir com outras culturas ao redor do mundo. “As línguas estrangeiras são ferramentas importantes para a vida profissional. É mais prático estudar línguas na escola. O estudo da língua estrangeira ajuda a conscientizar o aluno a investir nos estudos e na construção de um projeto pessoal”, afirma Carlos Eduardo Barreira Lambert, coordenador do Ensino Fundamental II do Colégio Poliedro.

Quanto antes for possível estudar outros idiomas, melhor será para o estudante, que poderá se sentir mais confiante para passar por outras experiências fundamentais para o crescimento profissional, como a realização de intercâmbios.  A estudante do Ensino Médio do Colégio Poliedro, Nicole de Oliveira Barbosa, de 15 anos, sabe bem disso. Ela conquistou uma bolsa de estudos oferecida pelo Instituto Goethe e o Projeto Pasch (Escolas: uma parceria para o futuro), para afeiçoar o estudo de alemão na pequena cidade de Duderstadt, na Alemanha.

O benefício é destinado a alunos com ótimos rendimentos na escola e no idioma e a seleção é feita de acordo com desempenho dos estudantes em redação e em um vídeo de apresentação. Para conseguir a bolsa, Nicole seguiu as instruções dos professores do Poliedro e se dedicou a aprendizagem da língua. Segundo a estudante, os principais diferenciais do Poliedro em relação ao ensino de alemão são a interatividade tecnológica e a ótima preparação para exames de proficiência. Tablets, diz Nicole, permitem que a aula se torne mais dinâmica e interessante.

“As aulas de alemão do Poliedro são de qualidade excelente e facilitam o aprendizado e rendimento. A forte didática faz com que os alunos não se deparem com grandes dificuldades nos exames do Instituto Goethe. Digo com propriedade porque já frequentei outras escolas de alemão e as aulas do Poliedro transmitem uma preocupação notável com a preparação do aluno”, aponta a estudante.

A viagem de Nicole à Alemanha durou três semanas, um período curto, mas que a ajudou a aprender e ganhar maturidade. Ela conheceu pessoas de culturas diferentes e um país singular. “Estar em outro país te força a quebrar as barreiras da timidez e do medo para conseguir se comunicar e aprender. As aulas de alemão ministradas por lá são de alto nível e os professores nativos são um diferencial importante”, conta.

A convivência com pessoas de mais de 30 países diferentes foi um fator importante para a aluna do Poliedro, já que permitiu a união e a comunicação com diversas culturas por meio da língua alemã. O grupo de 60 alunos, em que ela estava inserida, tinha aulas de alemão no período da manhã e à tarde participava de um projeto. No tempo livre, tinha jogos, passeios e outras atividades. Nos finais de semana, eram realizadas excursões para cidades maiores, como Berlim. Para Nicole, sem dúvida, foi uma experiência inesquecível.

Idiomas na escola

No Colégio Poliedro o aluno participa de forma regular das aulas de inglês. Ele tem a opção de escolher estudar uma segunda língua, como francês ou alemão. Os cursos de idiomas têm parcerias importantes, com o Instituto Goethe, por meio do Projeto Pasch, e com a Aliança Francesa. Ao final de cada estágio, os alunos fazem provas de proficiência para verificar o aprendizado e adquirirem uma certificação no idioma estudado.

Para a professora de alemão da marca educacional, Ieda Maria, uma dificuldade que as escolas enfrentam ao oferecer o estudo de línguas está nos diferentes níveis de conhecimento dos alunos. Desta maneira, quem tem um conhecimento maior pode ficar desmotivado. “Neste cenário, a política de tornar o estudo de línguas optativo, assim como no Poliedro, vem promover uma maior homogeneidade na formação das turmas e um aumento na motivação para o aprendizado”, afirma.

No Brasil, apenas 22 escolas são parceiras do Instituto Goethe. A parceria do Colégio Poliedro com o Instituto acontece desde 2009 e, nesse período, já foram 20 bolsas integrais oferecidas aos alunos para conhecerem a Alemanha. Já no ensino de inglês, o material produzido pela Oxford e adotado pela escola é considerado um dos melhores do mercado e está presente em mais de 100 países.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *