fbpx
Saturday, October 31, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


As 10 mais.

Abriu o site e logo viu a chamada: as 10 músicas mais tocadas no ano. Se interessou. Sempre foi apaixonado…

By Diogo Mono , in Monocotidiano News & Trends , at 11/02/2019 Tags:

Abriu o site e logo viu a chamada: as 10 músicas mais tocadas no ano.

Se interessou. Sempre foi apaixonado por música.

E sabe que as listas de músicas sempre foram um parâmetro espetacular para saber o que estava acontecendo no mundo. Por lá passaram Michael Jackson, Roberto Carlos, Bee Gees, Madonna, Caetano Veloso, Queen, Rita Lee, Nirvana, Skank… Um lineup de dar inveja em muito festival por aí.

Clicou ansiosamente, esperando conhecer o futuro da música mundial.

Número 1: Jenifer.

Ficou curioso. Nomes de mulheres (ou algo por aí) sempre deram origem a grandes músicas. Stones homenagearam Angie, Nenhum de Nós cantou Camila, Kinks esclareceram Lola, Guns and Roses com My Michelle, Tom Jones matou Delilah, isso sem contar a toda poderosa Proud Mary, de Tina Turner e Creedence.

A expectativa era ótima.

Aumentou o som, colocou o fone de ouvido: “O nome dela é Jenifer. Eu encontrei ela no Tinder. Mas ela faz umas paradas. Que eu não faço com você”.

Acho difícil descrever alguém mais desanimado com o que ouviu.

Tirou o fone antes da música acabar.

Fechou o site.

Nunca mais se interessou por listas. Até porque, sempre foi apaixonado por música.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *