fbpx
Tuesday, May 26, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Barba Ensopada de Sangue

Barba Ensopada de Sangue Sabe aquele livro nacional famoso, que narra a história de um personagem sorumbático passeando por um…

By Redação , in Coluna , at 16/06/2016

Roberto

Barba Ensopada de Sangue

Sabe aquele livro nacional famoso, que narra a história de um personagem sorumbático passeando por um cenário clássico brasileiro e se relacionando com sua cachorra cujo nome começa com B? Se você chutou Vidas Secas, errou. Estou falando de Barba Ensopada de Sangue.

O famoso fica por conta do terceiro lugar no prêmio Jabuti (2013) e pela autoria de Daniel Galera, já traduzido para diversos idiomas, 13 só com este livro. Sorumbático porque ser de poucas palavras é característica em comum entre o sofrido Fabiano de Vidas Secas e o protagonista de Daniel Galera. O cenário clássico brasileiro são as lindas praias de Garopaba e a cachorra, em vez de Baleia, é a querida e leal Beta.

Agora, vamos aos fatos – vai parecer spoiler mas não é, confia em mim. Levanto a questão: como pode ser tão divertida uma história em que o personagem vai morrer afogado, o avô morreu esfaqueado/afogado, o pai se matou, ele perdeu a namorada para o próprio irmão e ainda tem uma mãe que só aparece pra sugar? Pois é, Barba Ensopada de Sangue tem todos os elementos de um dramalhão familiar, mas não passa nem perto disso.

Você deve ter percebido que trato o personagem por “personagem”, “protagonista”, etc. É que ele não tem nome. Sim, são 424 páginas de puro anonimato, coitado. Mas vamos resolver isso agora. Se o irmão se chama Dante, seus pais possivelmente são fãs do Trecento italiano, portanto vou chamá-lo livremente de Francesco Petrarca.

Após o suicídio de seu pai, o nadador Francesco resolve zerar a vida e se mudar para Garopaba, uma vila de pescadores a 80 km de Florianópolis, com a ideia de arranjar uma casa perto do mar e um jeito de ganhar a vida como professor de educação física enquanto investiga o misterioso assassinato de seu avô, ocorrido ali nos anos sessenta.

Mas, aos poucos, o que deveria ser um retiro idílico ganha uma carga de intensidade imensa. Sua relação com o mar, com Beta, com a paisagem da cidade com e os novos amigos e amores que faz ali. Tudo isso é regado a muita cerveja e maconha de sobra. Em algum momento cheguei a pensar ser Barba Ensopada de Sangue o The Rum Diary brasileiro, só que com um poder de descrição absurdamente maior.

O ritmo de Daniel Galera varia entre esmiuçar detalhes de expressões, rostos, corpos e cenários – ora paradisíacos, ora decadentes – de Garopaba, bons diálogos cheios de “tus” – estamos em SC, minha gente – e a narração de cenas incríveis, algumas cômicas e outras eletrizantes.

Em dado momento Francesco inicia uma amizade com Bonobo, um budista alcoólatra e dono do Tétano, um Fusquinha caindo aos pedaços. Para nossa alegria a cena dura várias páginas, culminando na hora em que o “carro” conduz os novos amigos a uma festa na praia vizinha. Simplesmente impagável.

Outra passagem incrível, porém óbvia, é a da barba ensopada de sangue. Mas o momento mais tocante na humilde opinião deste amigo que vos escreve é quando Francesco põe a cachorrinha Beta na água pela primeira vez. Pensando bem, a trajetória dela pode servir de metáfora para os estados de espírito de Francesco durante a história. Definitivamente é uma personagem tão importante quanto Bonobo, Dália ou Jasmine, senão mais.

Dois detalhes antes de finalizar: até a metade do livro não sabemos a data exata dos acontecimentos. Passamos a ter noção de que o ano é 2008 pela menção dos filmes O Curioso Caso de Benjamin Button e A Troca passando no cinema, além das enchentes acontecendo em Santa Catarina – não em Garopaba, não chegou lá. Fora isso, tem o pôquer geriátrico… o pôquer geriátrico também faz o livro valer a pena.

Roberto Stahelin, é publicitário, mas está esperando sair seu primeiro roteiro produzido ou livro publicado para mudar de status.

Barba Ensopada de Sangue

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *