fbpx
Saturday, May 30, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Coaching trazendo equilíbrio emocional para tratamento de doenças graves

Geralmente chegam em  passos tão sorrateiros que mal conseguimos perceber, mudam nossas vidas de forma brusca e dolorosa, as doenças…

By Redação , in News & Trends Saúde & Bem-estar , at 20/04/2016

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Geralmente chegam em  passos tão sorrateiros que mal conseguimos perceber, mudam nossas vidas de forma brusca e dolorosa, as doenças graves e na maioria das vezes sem cura.

Muitos casos a pessoa diagnosticada tem que deixar seu trabalho, costuma perder relacionamentos e passa por um período de total adaptação a uma nova e nada agradável rotina.

Vamos citar algumas dessas graves doenças:

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição. Com a evolução do quadro, o alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa e afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. A pessoa fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação.

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo. As células saudáveis se multiplicam quando necessário e morrem quando o organismo não precisa mais delas. O câncer parece surgir quando o aumento de células do corpo está fora de controle, e elas se dividem muito rápido. Também pode ocorrer quando a célula “se esquece” de morrer.

Doença de Parkinson é uma enfermidade que foi descrita pela primeira vez em 1817, pelo médico inglês James Parkinson.

É uma doença neurológica, que afeta os movimentos da pessoa. Causa tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular, desequilíbrio além de alterações na fala e na escrita.

Não é uma doença fatal, nem contagiosa, não afeta a memória ou a capacidade intelectual do parkinsoniano. Também não há evidências de que seja hereditária. Apesar dos avanços científicos, ainda continua incurável, é progressiva (variável em cada paciente) e a sua causa ainda continua desconhecida até hoje.

A Doença de Parkinson é devida à degeneração das células situadas numa região do cérebro chamada substância negra. Essas células produzem uma substância chamada dopamina, que conduz as correntes nervosas (neurotransmissores) ao corpo. A falta ou diminuição da dopamina afeta os movimentos do paciente, provocando os sintomas acima indicados.

Se você tem lúpus, é importante ter cuidados com a saúde, especialmente com a saúde do coração, a fim de prevenir problemas cardíacos mais graves no futuro. Além disso, é igualmente importante fazer uma análise frequente da imunização e testes para verificar também a saúde dos ossos (presença ou não de osteoporose) e outras doenças.

A psicoterapia e os grupos de apoio podem ajudar a aliviar a depressão e as alterações no humor que venham a ocorrer em pacientes com a doença.

Siga algumas dicas também que podem melhorar sua qualidade de vida e ajudar no tratamento:

  • Descanse bastante. Pessoas com lúpus frequentemente sentem se cansadas, mas não é um cansaço normal. É fadiga, um sintoma da doença que precisa ser tratado. O melhor remédio, neste caso, é o descanso
  • Tome cuidado com o sol. Você deve utilizar roupa protetora, óculos escuros e protetor solar quando estiver exposto ao sol
  • Exercite-se. Exercícios físicos regulares podem ajudar na recuperação de uma crise causada pelo lúpus, a reduzir o risco de ataque cardíaco, tratar sintomas de depressão e no bem-estar geral do corpo
  • Não fume. O consumo do cigarro aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e pode também piorar os efeitos do lúpus
  • Mantenha uma dieta saudável. Coma muitos grãos, frutas e vegetais. E, se tiver alguma restrição por causa do tratamento ou por causa da doença em si, não saia da dieta.

Uau, quantas questões importantes.

Que caminho difícil, do diagnóstico ao tratamento, as mudanças na rotina da vida, as perdas, o lado psicológico de tudo isso.

É possível enfrentar de forma digna e com inteligência emocional, todo esse processo.

Nós somos o que pensamos, é possível trabalhar a mente para comandar o corpo que esta doente.

Ter qualidade de vida, encontrar contentamento em dias tão difíceis.

Um sorriso pode alegrar a alma.

Faça seu coaching para doenças graves.

Ana Garcez

Master Business Coach.

11-97739 7224

 [email protected]

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *