fbpx
Tuesday, August 11, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Como Deixaram que isto fosse Publicado?

Como Deixaram que isto fosse Publicado? Dia desses, li um artigo interessante e bem escrito, altamente articulado; mas com um…

By Redação , in Coluna , at 29/04/2015

Paulo

Como Deixaram que isto fosse Publicado?

Dia desses, li um artigo interessante e bem escrito, altamente articulado; mas com um ponto de vista bastante controverso. O artigo tratava sobre comportamento, escolhas individuais e por aí vai. O que mais me surpreendeu, na verdade, foi o conteúdo de diversos comentários ao artigo; seja no site onde foi publicado, seja nas postagens em redes sociais. Mais da metade dos comentários incluía alguma expressão “indignada” equivalente à pergunta “como deixaram que isso fosse publicado? ”

Cabe deixar claro que nada do que estava defendido no artigo feria a lei, a constituição ou a declaração dos direitos humanos. Era apenas uma opinião controversa; não exatamente popular. E que de modo algum eu vou replicar, até porque esse não é o meu assunto. O meu assunto aqui é a incrível constatação que mais da metade dos que comentaram o artigo deixou claro que se estivesse no lugar do editor, não permitiria a publicação.

Vivemos tempos difíceis, mas a livre expressão e a livre publicação é um fato dado na internet do século 21. Cada um escreve e publica o que quiser e convive com as consequências. Pode até correr o risco de ser demitido, processado ou ignorado. Mas ninguém, absolutamente ninguém no mundo hoje pode impedir que um texto hoje seja escrito e publicado. Que maior prova disso do que Edward Snowden e Glenn Greenwald divulgando páginas e páginas de documentos “secretos” altamente danosos a tantos poderosos do mundo todo?

Por isso resta hilário que tantos ainda não tenham entendido que a era de controlar o que é escrito ou divulgado está morta e enterrada. Por isso é tão chocante que tantos ainda ajam como se fosse necessário pedir “permissão” a alguém para publicar alguma coisa. Revela bem a vontade totalitarista e ditatorial, hipocritamente disfarçada dentro de atitudes “cool”. Fica ridiculamente claro que esses indivíduos, se pudessem, calariam quem pensa diferente deles.

Ainda bem que, para a revolta sistemática desses proto-ditadores, isso não é mais possível. Aos que tem alergia da liberdade, resta a escancarada evidência de que o futuro lhes será cada vez mais insuportável. Ainda bem.

__________________________________________________________________________________________________________
Paulo Roberto Ramos Ferreira é Coach e Terapeuta Transpessoal; Membro da ONG Terapeutas Sem Fronteiras e Conselheiro do Nikola Tesla Institute e autor do livro O Mensageiro – O Despertar para um Novo Mundo. © 2015.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *