fbpx
Monday, August 10, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Como economizar em Nova York

A instabilidade do preço do dólar está causando muitas preocupações para quem deseja ir para o exterior. Mas quem tem…

By Redação , in Mundo News & Trends , at 24/03/2015

Foto: Wikimedia
Foto: Wikimedia

A instabilidade do preço do dólar está causando muitas preocupações para quem deseja ir para o exterior. Mas quem tem interesse em viajar para Nova York, por exemplo, pode ficar mais intrigado pela fama de cidade cara. A questão é que não é necessário se desfazer dos planos por causa dessa crise e é possível economizar algumas verdinhas com dicas baratas e até grátis para quem quer conhecer a Big Apple. É o que mostra o site Dicas New York, que contou com mais de 720.000 acessos únicos em 2014 e já ultrapassa os 250.000 em 2015, um crescimento de 32% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Programar os gastos – O turista precisa colocar no papel todos os gastos previsíveis da viagem, desde hospedagens a lembrancinhas que pretende trazer para amigos e familiares. Pesquisar os valores em casas de câmbio e comprar os dólares aos poucos são outras medidas muito efetivas. É importante levar uma quantia em espécie para gastos básicos, ter noção das taxas de cartão de crédito e como funciona o uso de cartões pré-pagos.

Museus grátis em Nova York – Alguns museus bem legais oferecem entrada grátis em um determinado dia da semana. De acordo com o site Dicas de Nova York o American FolkArt Museum, um dos maiores da cidade é um deles e possui esculturas, pinturas, cerâmicas, mobília, arquivos, filmes e fotografias). O Museu Nacional do Índio Americano,  em Manhattan, também é uma excelente opção de visita cultural, ambos possuem entrada gratuita todos os dias da semana. Já o The Morgan Library Museum possui uma arquitetura fantástica e obras de artistas consagrados, como Leonardo da Vinci, Picasso, Rembrandt, entre outros. A visitação é grátis às sextas-feiras.

O segundo maior museu da cidade é o Museu do Brooklyn, com mais de 1 milhão de objetos, a entrada é livre no primeiro sábado do mês, exceto em setembro. E para finalizar as dicas o Museu de arte Moderna de Nova York, tem entrada grátis todas as sextas-feiras.

Parques – Ir para Nova York e não conhecer o Central Park é como se nunca tivesse viajado para a cidade. Ele é um dos principais pontos turísticos e precisa de mais de um dia para conhecer tudo. Além disso, é um ótimo lugar para fazer piquenique, o que contribui para economizar na alimentação já que restaurantes podem custar mais caro.

Outras atividades grátis: Conhecer a Biblioteca Pública de Nova York e também a Grand Central, dar uma volta da Times Square, passear na Wall Street e o Touro de Bronze também não vai mexer no seu bolso.

Compras em Nova York – Nova York não é muito conhecida pelos outlets, ou seja, para comprar barato é preciso bater perna. Entretanto, a cidade é conhecida pelas enormes e várias opções de lojas de departamentos, onde é possível encontrar promoções bastante interessantes. Uma boa opção de compras em Nova York é a Loja Century 21, onde há marcas para todos os gostos e bolsos e eles costumam vender peças de coleções passadas com preços bastante atrativos.

Macy’s é uma das mais famosas da cidade e a maior delas está em Manhattan são nove andares para quem quer comprar de tudo, com marcas reconhecidas no mundo todo e que os brasileiros adoram.

Sack’s tem sido a mais procurada por brasileiros, lá o turista encontra desde vestuários, produtos de beleza e eletrônicos.

Outlets em Nova York – Como dissemos, não há muitas opções de outlets em Nova York, mas quem estiver disposto a se afastar dos grandes centros, pode se dirigir até o Woodbury (cerca de 1 hora de carro de Manhattan), é um shopping em céu aberto com grandes lojas de grife, como Aeropostale, Calvin Klein, Dior, Diesel, Lacoste,  Nike, Prada, Ralph Lauren, Tommy, Michael Kors, entre inúmeras outras.

Jersey Gardens fica mais perto de Nova York, porém é menor e possui menos opções de lojas, mas por estar em New Jersey a vantagem é que não cobra as famosas tax sales para roupas e calçados.

Transporte – O transporte é outra ótima fonte para fazer economias. Nova York possui um sistema de metrô de ótima qualidade que funciona até durante a madrugada e dá acesso a diversos pontos da cidade, inclusive os turísticos. Ele possui um bilhete semanal e mensal que pode ser usado a vontade e contribui muito na economia. Afinal, aproveitar as diversas linhas que percorrem Nova York evitam gastos com aluguel de carro e táxi. Além disso, o metrô possui um aplicativo que mostra todas as linhas e ajuda a chegar aos locais desejados.

Fonte: Dicas de Nova York

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *