fbpx
Tuesday, September 22, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Curta sobre lenda urbana brasileira concorre em festival internacional

Dois garotos em detenção na escola discutem o jeito certo de invocar A Loira do Banheiro, uma antiga lenda urbana…

By Redação , in News & Trends The São Paulo Times , at 30/05/2016

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Dois garotos em detenção na escola discutem o jeito certo de invocar A Loira do Banheiro, uma antiga lenda urbana brasileira. Um deles tenta… e consegue.

Essa é a sinopse de um curta da famosa lenda brasileira, que foi produzido pelos diretores de “Diabo mora aqui” e está participando de uma competição internacional. Para assistir e votar no curta clique aqui.

Conversamos com um dos diretores, Rodrigo Gasparini que contou um pouco mais sobre sua carreira e experiência na área.

Há quanto tempo iniciou na área audiovisual? Quais outros projetos já realizou?
R: Comecei na faculdade de cinema em 2007, de lá pra cá fundei a urubu filmes, nosso pequeno coletivo e fizemos três curtas, que receberam vários prêmios e uma webserie de sucesso chamada “Nerd of the Dead”, um desse curtas foi pra uma competição internacional e ele faz parte do longa americano chama ABCS OF DEAD 2.5, esse pequeno curta de vampiro chamado “M is For Mailbox” chamou a atenção de muitas pessoas, por causa disso fomos chamados pelo Marcel Izidoro pra dirigir o longa O DIABO MORA AQUI que deve estrear em breve nos cinemas, com esse longa acabamos rodando o mundo em festivais importantes e trazendo muita atenção pro nosso trabalho e agora esse é o nosso novo curta pra outra competição.

Como surgiu o interesse de trabalhar com cinema? E por que Terror?
Cinema é o meu vício, desde pequeno eu chorava pro meu pai alugar mais um filme na locadora, devorei locadoras, mas nunca pensei que fazer cinema fosse uma profissão percebi isso com 16 anos e pulei sem pensar. Eu e o Dante Vescio, nós somos uma dupla de diretores, amamos filmes de terror e sempre queríamos fazer um juntos, quando fizemos o primeiro curta juntos na direção o caminho se abriu, de muitos jeitos acho que foi o terror que escolheu a gente e não a gente que escolheu ele.

O Curta a Loira do Banheiro está participando de uma competição internacional. O que ela representa para a equipe e para seu currículo de diretor?
Representa tudo, representa mais uma chance de mostrar e provar nosso talento, e acima de tudo isso chamar a atenção pro mercado internacional. Se tudo der certo ganhar vários equipamentos que irão ajudar nas nossas futuras produções.

O curta já foi selecionado para algum outro festival?
Nos fizemos esse curta especificamente pra essa competição da marca de microfones RODE, mas a recepção esta sendo tão boa que já recebemos convites pra exibir o curta em festivais.

Qual foi o investimento no curta “A Loira no Banheiro”?
Estava juntando dinheiro pra comprar uma câmera, mas pensei foda-se, vou fazer um curta e se tudo der certo eu ganho a câmera na competição com ele, custou 6 mil reais, pra quem não trabalha com isso pode parecer muito mas quem é da área sabe que esse é um dinheiro MUITO baixo pra se produzir um curta tão ambicioso assim.

O que acha do mercado de cinema de Terror no Brasil?
No Brasil tem MUITA gente que esta produzindo filmes de terror e sempre estiveram, nós últimos anos o interesse pelo terror aumentou e todo mundo está tentando encaixar algum filme que seja, um sucesso com o público ou até mesmo séries como a Globo e a Record, isso é ótimo, no entanto as grandes produtoras que não tem experiência em produzir esse tipo de conteúdo estão precisando pesquisar e reconhecer o trabalho de MUITA gente que esta fazendo terror no Brasil, há muito tempo, então eu acho que estamos em um período de mudança, antes a galera fazia esses filmes contra todas as dificuldades do mundo porque eles amam o gênero e agora temos um começo de demanda para esse conteúdo, então se faz preciso uma ponte entre as produtoras de renome que irão produzir esse conteúdo e os realizadores como eu e o Dante e tantos outros que fazem terror nesse pais.

Confira o curta abaixo:

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *