-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Curtinhas

em Monocotidiano/News & Trends por

– Chega, Roberto. Não aguento mais. Você já tem 40 anos e ainda fica escutando tudo que sua mãe diz!

– Eu não concordo com você. Mas minha mãe acha melhor eu não falar nada, pra evitar uma briga maior.

==

Não conseguia acreditar que os SUV fossem donos das ruas, empurrando os outros carros para longe, cortando, tomando as vagas dos estacionamentos. Torcia para que algum dia alguém colocasse esses carros em seu devido lugar: sua garagem.

==

Durante toda a vida, seu irmão o desencorajou. Dizia que ele era incapaz, que não sabia fazer as coisas, que não tinha boas ideias, que nunca teria sucesso. Tomou tudo isso como motivador, estudou, criou sua própria empresa para provar ao irmão que estava errado. Fracassou.

O irmão estava certo.

==

A festa foi linda, como ela sempre sonhou. Os padrinhos estavam maravilhosos, as famílias se divertiam juntas, a música estava boa, a comida, impecável e a cerimônia foi linda. Um casamento perfeito. A única coisa que ela mudaria, se pudesse, naquele momento, era o noivo.

==

Durante toda a vida sonhou em ter um cachorro. Brigou com a mãe e o pai. Durante a adolescência, se sentiu mal por ser o único amigo a não ter um animalzinho em casa. Cresceu, foi morar sozinho, montou seu apartamento e logo trouxe para casa o Johnny. Depois de 3 semanas ligou para a mãe. Nunca tinha compreendido tão bem aquela senhora quanto hoje.

==

Quando ela fechou a porta e saiu, ele se sentiu a pior pessoa do mundo. Chorou por dias, ligou para ela, mandou mensagens, jurou amor e pediu que voltasse. Ela apareceu na sua porta, dias depois. Ele mal podia acreditar. Principalmente quando ela disse que veio apenas buscar um sapato que havia esquecido.

Aí ele entendeu, de verdade, o que era ser a pior pessoa do mundo.

loading...
Tags:

Comentários no Facebook

Últimos de Monocotidiano

Evoluções

Tá, vamos assumir que a humanidade evoluiu muito. Descobrimos curas de doenças,

Expectativas

– Eu quero que ele tenha os seus olhos. – Os meus?

Dilemas cotidianos

“Primeiro a gente tira ele, depois vai tirando os outros”, disse o
Voltar p/ Capa