fbpx
Friday, July 3, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Desemprego: Decoradora faz bicos para driblar crise

Ela tinha um emprego estável em um grande escritório de arquitetura na capital paulista, até sentir os efeitos da recessão…

By Redação , in Brasil Negócios News & Trends , at 28/04/2016

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ela tinha um emprego estável em um grande escritório de arquitetura na capital paulista, até sentir os efeitos da recessão na própria pele. Com a diminuição de clientes na empresa e a necessidade de reduzir custos, no ano passado a designer de interiores Fernanda Marcondes foi demitida. A profissional resolveu, então, anunciar os seus dotes de “marida” de aluguel na plataforma Bicos (www.bicos.com.br), que faz a ponte entre prestadores de serviços e quem deseja contratar, e hoje já tira o mesmo que antes.

Especializada em pintura, decoração, marcenaria e reforma hidráulica e elétrica, Fernanda atende cerca de seis clientes por semana por meio de usuários que a localizam pela ferramenta. Sua rotina começa logo cedo verificando e-mails e mensagens de possíveis clientes. Na sequência, envia propostas com orçamentos que variam de R$ 200 a R$ 5 mil. Se aprovada, a empreendedora recruta sua equipe para começar a obra enquanto supervisiona todo o andamento do projeto.
“Foi uma alternativa mais eficiente de divulgar os meus serviços do que o tradicional boca a boca. Minha meta é fechar uma média de 30 obras por mês”, afirma a profissional. Como ela, mais de 20 mil prestadores de serviços distribuídos em 420 cidades pelo Brasil anunciam os seus trabalhos pelo Bicos. O site conta com anúncios que vão de diaristas, motoristas e pedreiros até professores e acupunturistas.
A plataforma foi lançada há pouco mais de um ano e já são 40 mil usuários. O cadastro de prestadores é grátis e feito pelo próprio site ou via login no Facebook. “Nesse momento de crise, ajudamos os brasileiros a terem ou complementarem uma renda e facilitamos a vida de quem procura um profissional”, afirma Marcos Botelho, fundador do Bicos. A meta é encerrar o ano com 100 mil usuários.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *