fbpx
Monday, August 10, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Diabéticos, como ganhar músculos e perder gordura?

Marcio Gaefke, profissional de educação física especialista em prescrição de exercícios para patologias específicas explica que a grande dificuldade do diabético…

By Redação , in News & Trends , at 03/07/2020

Marcio Gaefke, profissional de educação física especialista em prescrição de exercícios para patologias específicas explica que a grande dificuldade do diabético além de fazer o controle glicêmico é perder gordura localizada e ganhar massa muscular. “Isso ocorre por um processo chamado resistência insulínica quando o pâncreas produz insulina a mais na tentativa de controlar os níveis de açúcar no sangue, mas esta quantidade em excesso de insulina acaba não funcionando como deveria”.

No final das contas: sobra insulina que não funciona efetivamente, e a diabetes tipo 2 surge. Com o passar do tempo, as células produtoras de insulina – as células Beta do pâncreas, vão entrando em fadiga/falência e então é preciso mudar os hábitos e estilo de vida, assim como a administração de medicamentos contínuos.

“Quando se perde peso, perde gordura, mas também há uma queda da massa muscular em algum grau. Quando engorda novamente, apenas a massa de gordura que é volta a aparecer. Repetindo este processo diversas vezes, cada vez mais é natural que se tenha mais massa de gordura e menos massa magra”, avisa o especialista.

Para Márcio, a grande questão é que a massa muscular faz parte da estrutura do corpo. São os músculos que dão sustentação aos ossos e evitam as quedas. “Os músculos armazenam entre suas fibras glicose, que é utilizada quando precisamos fazer alguma atividade física. Para ganhar massa magra e perder gordura localizada tendo diabetes é preciso entender que 80% da regulação da glicemia quem faz é o músculo, por isso é essencial praticar exercícios físicos resistidos com carga ou com o próprio peso do corpo já que o músculo o nosso corpo utiliza a glicose que está na corrente sanguínea sem a produção de insulina pelo pâncreas, ou seja além de ganho de massa magra, se torna viável melhorar a resistência à insulina e controlar a glicemia. Os ganhos vão além da saúde e respingam positivamente na estética”, finaliza.

Mais informações:

Mayra Barreto Cinel – Comunicação

(11) 9.9986-8058

[email protected]

Sobre Marcio Gaefke CREF 081924-G/SP

Graduação Licenciatura plena em Educação Física pela UNIESP em 2005, pós graduação em nutrição esportiva pela UNICID em 2011, especialista no treino HIIT e especialista em prescrição de exercícios para as mais diversas patologias osteoarticular e autoimunes e criador do Programa Sem Impacto. https://www.instagram.com/programasemimpacto/

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *