fbpx
Friday, January 22, 2021
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Dólar a R$ 3,00? Consultor financeiro afirma que cenário é possível

Especialista Bruno Ferreira dá previsão otimista para o mercado econômico A taxa de câmbio no Brasil deverá ter uma queda…

By Redação , in Brasil Mundo News & Trends , at 22/07/2016

Especialista Bruno Ferreira dá previsão otimista para o mercado econômico

A taxa de câmbio no Brasil deverá ter uma queda mais expressiva nas próximas semanas, podendo estender-se até o fim do ano. Essa é a previsão do consultor financeiro e economista Bruno Ferreira, diretor da Câmbio Store. Com o aumento na probabilidade de mudanças estruturais na área fiscal, tais como a aprovação pelo Congresso da Reforma da Previdência Social e do teto de gastos públicos, a confiança dos investidores estrangeiros vem aumentando a cada dia. Desta forma, Ferreira acredita que a entrada de recursos estrangeiros no país irá aumentar consideravelmente nas próximas semanas e, finalmente, o Brasil terá uma taxa de câmbio mais baixa.

“Acreditar que a cotação do dólar pode chegar a R$ 3,00 ou abaixo desse valor em poucas semanas não é mais um sonho”, afirma Bruno. “Se for confirmado o impeachment de Dilma Rousseff, seguirmos com a aparente evolução na gestão das contas públicas e obtivermos a “volta” do sistema de metas de inflação na prática, não há motivos para a taxa de câmbio ficar nos patamares atuais”.

Segundo estudos feitos pela Câmbio Store, a expectativa é de que o dólar chegue a um valor menor que R$3,00 até o final de outubro desse ano, com os efeitos da vinda de estrangeiros para o Brasil por conta dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e de uma certa estabilidade política que não esteve presente nesse primeiro semestre. Já a previsão para o início de 2017 é ainda melhor: de acordo com levantamentos da empresa, a cotação do dólar estará na marca de R$2,80.

A consequência mais imediata no mercado de câmbio turismo é o aumento da demanda dos brasileiros por viagens internacionais. Basicamente porque o país terá um ambiente de elevação da confiança do consumidor e isto o fará elevar os gastos que foram enormemente represados durante a crise. Apesar do aumento de demanda, os gastos de brasileiros no exterior ainda estão longe dos patamares atingidos no passado recente (vide gráfico abaixo). Entretanto, segundo os cálculos de Bruno, os bons ventos estão chegando e certamente o brasileiro saberá aproveitar este momento.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *