fbpx
Wednesday, March 3, 2021
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


E se a gente mudasse o jeito de aprender?

Existe uma necessidade de repensar os processos educacionais no Brasil. O modo tradicional do professor emitindo conhecimento e o aluno…

By Redação , in Brasil Opinião São Paulo The São Paulo Times , at 15/09/2014 Tags:, ,

Existe uma necessidade de repensar os processos educacionais no Brasil. O modo tradicional do professor emitindo conhecimento e o aluno só recebendo anda obsoleto. Por isso, existe todo um movimento global da educação para implantar um método que valorize a criatividade e incentive a participação dos alunos no aprendizado.

namoral_imagem_central
Foto: reprodução

Há escolas no mundo todo propondo que o ensino e a aprendizagem sejam baseadas em projetos práticos, envolvendo a experimentação e a solução de problemas reais, como a escola THNK da Holanda, KaosPilot na Dinamarca e a Polifonia aqui no Brasil.

Nesta proposta, o conhecimento não é dado pelo professor, mas construído por todos os participantes dos cursos. Sempre levando em conta a bagagem e a visão de mundo de cada um. Nessas escolas, o professor é um facilitador do diálogo. Ele mostra portas deixando que cada um escolha o caminho do seu aprendizado. É o incentivo para que tentem e errem, porque é o modo que o homem aprendeu a se virar, desde os tempos das cavernas.

Essas iniciativas estão fervilhando no mundo todo. Pensadores da educação como Ken Robinson e Edgar Morin insistentemente escrevem sobre repensar esse modo pragmático da educação que privilegia ciências exatas, esquecendo do ser humano envolvido nisso. Valorizar a arte e a música no currículo tem sido uma bandeira levantada por eles. É o pensamento mais lógico para desenvolver todo o potencial intelectual e humano das crianças e jovens com vontade de mudança.

THNK: www.thnk.org

KaosPilot: www.kaospilot.dk

Polifonia: www.polifonia.com.br  – fb.com/polifoniaescolalivre

Por Jacques Ortiz

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *