-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Empresas dobram o volume de investimento em inovação

em Brasil/News & Trends por

O mercado nacional despertou para a importância de investir em inovação.

Mesmo com a crise vivida nos últimos anos as empresas dobram o volume de investimentos no tema. A mensuração de mercado e os resultados da Echos – Laboratório de Inovação, empresa que se tornou referência em inovação e Design Thinking no Brasil, medidos nos últimos dois anos, apontam que não só mais empresas estão buscando se atualizar nesse sentido, como as que já haviam despertado para a inovação estão investindo cada vezes mais.

Outro dado relevante da Echos que apresenta esse desenvolvimento do setor são os números de crescimento apresentado nos últimos dozes meses. A empresa atingiu um faturamento de R$ 9 mi em 2017, 74% maior do que os resultados de 2016. A empresa, que no ano passado investiu para internacionalizar seus serviços, prevê um crescimento de 70% para 2018.

Certamente os últimos anos foram de significativos avanços para a empresa. Em 2016, a Echos triplicou seu faturamento em comparação com 2015, passando de R$ 1 milhão e 800 mil reais para R$ 5 milhões e 400 mil. Já neste ano, o crescimento registrado foi de 74%, atingindo a marca de R$ 9 milhões e 300 mil. Nesse cenário, os projetos internacionais representam 8% do faturamento da empresa e a divisão de cursos online cerca de 11%. “Nos últimos anos, o Brasil viveu uma crise política e econômica, mas mesmo assim a Echos registrou um crescimento impressionante. Nossa leitura é que as empresas investiram em inovação para se diferenciar e se destacar frente à concorrência. Na divisão de cursos, as pessoas também buscaram maior qualificação para aprimorar o currículo e se recolocarem no mercado de trabalho”, explica Mario Rosa, gerente de negócios da Echos.

Segundo Mario, o sucesso da empresa pode ser atribuído a dois fatores principais, o planejamento de negócios, que é feito com a abordagem do Business Design, e a velocidade de implementação de mudanças onde a operação trabalha dentro do conceito de Design Doing. “O Business Design é mais do que uma ferramenta, é um modo de encarar os problemas. Ele acontece com a união entre o empreendedorismo e o design como ferramentas complementares. Já o conceito Design Doing é a proposta de sair da ideação e partir para o fazer. Testar hipóteses é a melhor maneira de construir produtos e serviços que são soluções reais”, justifica.

Para o ano de 2018, a empresa projeta um crescimento de mais 70% sobre os resultados de 2017. “As metas são ousadas, mas acreditamos que o mercado está se recuperando e, por conta disso, as empresas irão investir ainda mais em inovação, em processo de treinamento, mudança de mindset e cultura”, finaliza.

loading...
Tags:

O The São Paulo Times® traz matérias e notícias, além de identificar tendências por meio de uma equipe de jornalistas e colunistas especializados em diversos assuntos.

Comentários no Facebook

Últimos de Brasil

Voltar p/ Capa