fbpx
Tuesday, May 26, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Futebol é uma garrafinha de surpresas

Futebol é uma garrafinha de surpresas Adriano falta ao trabalho, é flagrado enchendo a cara em show de funk e…

By Redação , in Coluna , at 14/04/2014 Tags:, ,

ze

Futebol é uma garrafinha de surpresas

Adriano falta ao trabalho, é flagrado enchendo a cara em show de funk e é demitido mais uma vez. Reparou que eu nem precisei explicar sobre qual Adriano estou falando?

Aposto que, depois de ser demitido pelo Atlético Paranaense, ele encheu a cara para afogar as mágoas. E se encontrar outro time para jogar, vai encher a cara para comemorar.

Nessa época é triste saber que o Adriano tinha tudo para estar no álbum da Copa do Mundo e não está. Ele até poderia não ser o melhor jogador do álbum, mas no bafo ninguém ganha dele.

Eu lembro que, quando o Adriano jogou no Corinthians, o técnico mandou que ele se espelhasse em algum grande ídolo corinthiano. E ele não teve dúvida: se espelhou no Sócrates. Aliás, depois que o Sócrates morreu, a família cogitou doar o fígado dele para o Adriano, que está em pior estado.

Parece que, no Brasil, o Adriano só foi feliz no São Paulo e no Flamengo. No São Paulo, dá para entender: se você for muito, mas muito bebum mesmo, pode virar presidente do clube. E o Flamengo. Bom, o que falar de um time que já contratou o goleiro Bruno?

Interessante que, por mais decadente que o Adriano fique, o apelido Imperador permanece. Mas com tanta folia e bebida, ele deveria mesmo é ser chamado de Rei Momo. Como todo Imperador que se preze, Adriano tem seus súditos. Basta ele levantar a mão, que eles logo vêm com a bandeja e um chopinho em cima.

Já chegaram a sugerir que o Adriano frequentasse os Alcoólicos Anônimos, mas não daria certo porque ele é um Alcoólico Famoso. Mas sejamos justos, o Adriano tem servido de exemplo para milhares de crianças no Brasil todo:

– Tá vendo, filho? Se você beber, vai ficar igual aquele cara ali.

O Adriano já jogou muita bola. Em vários momentos da carreira, ele me lembrou o Garrincha: depois de beber, ele também fica com as pernas tortas. E, sem dúvidas, Adriano é um vencedor: pouquíssimos jogadores levantaram tantos canecos quanto ele.

O que me impressiona no futebol do Adriano é a capacidade de passar por seus marcadores. Eu me arriscaria a dizer que nenhum jogador derrotou tantos zagueiros quanto ele. E, se considerarmos que bêbado vê tudo em dobro, esse número aumenta ainda mais.

Poucos sabem, mas o Adriano tem dois filhos pequenos. E quem é que cuida dessas crianças: ele!? Pelo amor de Deus, é mais seguro dar esses dois para o casal Nardoni tomar conta.

Mas se o Adriano não encontrar outro time para jogar no Brasil, ele pode jogar na Alemanha: em alemão, Imperador é Kaiser. Ou então trocar o futebol pelo basquete, só para ficar mais perto do garrafão.

__________________________________________________________________________________________________________

José Luiz Martins. Humorista, publicitário e roteirista. Sócio da empresa Pé da Letra, de criação e produção de conteúdo. © 2014.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *