fbpx
Wednesday, September 23, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Gestantes com deficiência visual podem sentir seus bebês com a impressão do ultrassom em 3D

Uma nova técnica para impressão da ultrassonografia em 3D vem permitindo que gestantes com deficiência visual tenham oportunidade de sentir…

By Redação , in Saúde & Bem-estar Tecnologia e Ciência , at 22/10/2014

Uma nova técnica para impressão da ultrassonografia em 3D vem permitindo que gestantes com deficiência visual tenham oportunidade de sentir seus bebês dentro da barriga. O exame, que reúne também técnicas de ultrassom e ressonância magnética, pode ser feito durante toda a gestação mas o ideal é que seja realizado entre a 24ª e 28ª semana de gestação, quando ainda há espaço razoável para a movimentação do bebê dentro do útero materno.

impressora 3d

“O método era somente utilizado para pesquisas médicas, mas agora está disponível para o público final e vem sendo bastante útil para gestantes com deficiência visual, que não conseguem acompanhar em sua totalidade os exames tradicionais de gravidez”, afirma o Dr. Heron Werner, ginecologista e especialista em Medicina Fetal do Alta Excelência Diagnóstica e um dos idealizadores do projeto de impressão do feto em 3D. 

Ele explica que a impressão é realizada com o apoio do Instituto Nacional de Tecnologia do Rio de Janeiro, por uma equipe multidisciplinar que desenvolve projetos e pesquisas nas áreas de modelagem tridimensional física e virtual. Os projetos compreendem a elaboração de arquivos tridimensionais, vídeos e impressões físicas 3D.

“Os arquivos podem ser impressos em resina por meio de softwares de modelagem 3D e tecnologias de obtenção de imagens como scanners 3D (laser, luz branca estruturada e kinect) e tecnologias não invasivas de obtenção de imagens médicas (ultrassonografia 3D, Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada)”, explica Dr. Werner.

O especialista explica ainda que, em alguns casos que dependam de cirurgia, por exemplo, o procedimento pode ser melhor planejado se for possível ter acesso ao modelo impresso. “Isso vale não somente para as gestantes com deficiência visual, mas para todas elas”, finaliza o médico.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *