-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-

Hoje em dia não tá fácil.

em Monocotidiano por

“Hoje em dia não tá fácil, não. O pessoal da patrulha fica de olho, comentando tudo que você faz, prestando atenção nas pessoas com quem você anda, qualquer coisinha é motivo pra falação, diz que diz, julgamentos precipitados. Tem que tomar cuidado com cada passo que você dá”, disse Pedro a Judas.

“Hoje em dia não tá fácil, não. Muita guerra. Criança sendo maltratada, gente fugindo do seu país, morte, destruição. As pessoas não respeitam mais nada, a vida não tem valor. O povo, que não tem nada a ver com isso, é quem mais sofre. E paga caro. Precisa atravessar o mar em busca de paz em um país novo, não é respeitado pela população local. Coisa triste mesmo”, disse o marinheiro inglês, escoltando a família Real para o Brasil.

“Hoje em dia não tá fácil, não. A situação econômica do país está terrível, as reformas precisam ser feitas para que a nação possa crescer e evoluir. E os direitos dos trabalhadores precisam ser respeitados mas precisam ser coerentes com as necessidades dos empresários que carregam esse país nas costas. Não dá para ter só direitos de um lado e só deveres dos outros. Precisamos proteger quem gera a riqueza do nosso Brasil”, disse o escravagista  durante a reunião que discutia a abolição.

“Hoje em dia não está fácil, não. A esquerda tomou conta do país, esse pessoal quer transformar o país em Cuba. Se deixar, amanhã a gente vai ter que dividir tudo que a gente conquistou. Não dá pra deixar as coisas desse jeito que estão não. Alguém precisa fazer alguma coisa”, disse a classe média antes do golpe de 64.

“Hoje em dia não está fácil, não. As músicas só falam baixaria, não ensinam nada de positivo. Nenhum jovem hoje conhece uma música decente, uma poesia bem feita, é só sacanagem, drogas, bebida, uma barulheira, ninguém quer escutar música, só quer saber dessa gritaria e baixaria” disse o senhor contrário à música dos anos 70, que hoje é exemplo contra a música dos anos 2015.

“Hoje em dia não está fácil, não. Tudo é motivo pra textão no Facebook. Se é contra, é porque devia ser a favor. Se é a favor, é porque devia ser contra. Um monte de gente patrulhando sua vida. E ao mesmo tempo, guerra rolando no mundo todo, situação econômica do país horrível, briga política sem sentido e falta de cultura generalizada. Antigamente é que devia ser bom, viu”, disse o jovem, com a camisa do Brasil, protestando contra algo que ele não sabe bem o que é e torcendo para voltar a ser como ele não faz ideia de como era.

loading...
Tags:

Comentários no Facebook

Últimos de Monocotidiano

Dilemas cotidianos

“Primeiro a gente tira ele, depois vai tirando os outros”, disse o

Abduzido

Ele estava saindo do trabalho quando viu aquela luz forte, que o

No elevador

Pai e filha entram no elevador. A menina se detém na placa.
Voltar p/ Capa