fbpx
Friday, January 22, 2021
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Impulsionadas por smartphones, vendas online durante festas de fim de ano movimentam US$ 83 bilhões nos EUA

Levantamento feito pela Adobe Digital Index (ADI) registrou o gasto total de US$ 83 bilhões em vendas no comércio eletrônico…

By Redação , in News & Trends Tecnologia e Ciência , at 08/02/2016

Levantamento feito pela Adobe Digital Index (ADI) registrou o gasto total de US$ 83 bilhões em vendas no comércio eletrônico dos Estados Unidos durante a temporada de fim de ano em 2015,12,7% a mais do que em 2014. Entre os dia 22 de novembro e 22 de dezembro, o gasto em vendas online foi de pelo menos U$S 1 bilhão por dia – um grande aumento em comparação com os anos anteriores. Além disso, segundo o estudo da ADI, o maior crescimento de vendas online em relação ao ano anterior ocorreu na semana anterior ao Natal.

“Nós tínhamos previsto inicialmente um crescimento de 11% em comparação com o ano anterior. O aumento de quase 13% foi alcançado especialmente na reta final da temporada de fim de ano”, observa Tyler White, um dos analistas do ADI.

De forma geral, a navegação em computadores foi responsável por 50% do tráfego total, mas com os smartphones se aproximando: esses dispositivos responderam por 39% das visitas e em 17% das compras. Em alguns dias, inclusive, os celulares inteligentes superaram as visitas às lojas online via desktops e os números colocaram esses gadgets em vantagem em relação a vendas e visitas por meio de tablets.

As vendas e interações, de forma geral, foram realizadas mais em dispositivos móveis com sistema iOS do que em dispositivos com sistema Android. Entretanto, os aparelhos Android superaram os iOS quando observados os pedidos com valores médios maiores realizados em tablets: U$S 132 contra US$ 114 nos usuários de iPad.

Outro impulsionador do crescimento em vendas, principalmente durante a semana anterior ao Natal, foi a opção de “comprar online e retirar na loja”, oferecida por muitos comerciantes. Tradicionalmente, a semana anterior ao Natal nunca teve um grande número de vendas online, pois as pessoas não confiavam que os pedidos enviados seriam entregues a tempo. Com a opção de retirar o produto na loja, as pessoas não têm mais esse receio.

“Nos últimos dois anos, se falou muito sobre os varejistas tentarem distribuir melhor as compras realizadas durante a época de comemorações de fim de ano. Em 2015, eles não conseguiram antecipar muito as compras, mas conseguiram estendê-las até a semana do Natal”, destaca White.

O Adobe Digital Index também analisou os canais de marketing que impulsionaram a maior parte do tráfego e das vendas nos sites de varejo. Os e-mails e propagandas em display tiveram uma forte presença nesse fim de ano. O tráfego via sites afiliados e os buscadores foram os canais de destaque durante a temporada de comemorações de fim de ano, apesar de – em comparação com o ano anterior – a atuação deles terem sido menor. As visitas originadas de mídias sociais também apresentaram uma queda em relação a 2014 e foi o canal de marketing menos utilizado, indicando que elas estão se tornando cada vez mais ferramentas para campanhas de awareness.

“As pessoas não querem comprar enquanto estão olhando as novidades na timeline de seus amigos, mas elas se tornam mais conscientes de itens que podem analisar em uma ocasião futura e então realizar a compra”, analisa White.

O relatório completo das compras online de fim de ano nos EUA pode ser acessado aqui.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *