fbpx
Tuesday, September 22, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Jurassic Park: Aleph lança livro que deu origem à franquia

Uma das mais importantes obras da cultura pop e clássico da literatura de ficção científica, Jurassic Park, do roteirista, autor e…

By Redação , in News & Trends , at 03/06/2015

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma das mais importantes obras da cultura pop e clássico da literatura de ficção científica, Jurassic Park, do roteirista, autor e diretor de televisão, Michael Crichton, ganha uma nova edição da Aleph.

A obra, publicada originalmente em 1990, serviu como base para o roteiro do filme dirigido por Steven Spielberg, que consagrou Jurassic Parkcomo um dos maiores sucessos de bilheteria da história do cinema. Além disso, tanto o livro como suas adaptações influenciaram o imaginário popular em relação aos dinossauros, que passaram a atrair fascínio e admiração do público.

A nova edição traz material exclusivo: um posfácio do jornalista, crítico de cinema e editor-fundador do site Omelete, Marcelo Hessel, que faz um paralelo entre o filme e a obra, e uma entrevista concedida pelo autor em 1993 para a revista Cinefantastique.

A obra de Crichton se inicia com a descoberta de uma técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré-históricos. Assim, uma das maiores fantasias do homem torna-se, enfim, realidade. Agora, dinossauros, criaturas extintas há eras, podem ser vistos de perto em um parque aberto ao público e idealizado pelo milionário John Hammond. A ideia parece incrível e o sistema de segurança, perfeito. Até que algo sai do controle. O autor, formado em Medicina e estudioso de diversas áreas da Ciência, utiliza a engenharia genética e a teoria matemática do Caos a fim de explicar e justificar os acontecimentos científicos e trágicos ocorridos no Jurassic Park.

Jurassic World, o quarto filme da franquia, estreia nos cinemas dia 11 de junho, apresentando o parque dos dinossauros novamente aberto ao público.

Drops Aleph:

O livro inspirou o filme homônimo de 1993, dirigido por Steven Spielberg, uma das maiores bilheterias do cinema de todos os tempos e vencedor de três Oscars: melhor áudio, melhor edição de áudio, melhores efeitos especiais.

Para desenvolver o livro, Michael Crichton se baseou em diversas pesquisas científicas. A ideia de que amostras de DNA antigo poderiam ser extraídas de insetos fossilizados em âmbar é fruto da pesquisa de George Poinar e sua esposa.

De acordo com o autor, todos os personagens do romance foram baseados em pessoas reais. As obras e a personalidade do físico Heinz Pagels serviram de inspiração para o personagem Ian Malcolm, e Alan Grant foi baseado no paleontólogo Jack Horner. Especula-se que John Hammond seja uma versão sombria e ambiciosa de Walt Disney.

Em 2002, uma nova espécie de anquilossauro foi descoberta e batizada em homenagem ao autor do livro: Crichtonsaurus bohlini.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *