fbpx
Tuesday, September 22, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


Modelo Home Office pode se tornar tendência após a pandemia

Não é mais novidade que o Home Office chegou para criar raízes no Brasil. O modelo que, por muito tempo,…

By Redação , in Brasil Mundo News & Trends São Paulo , at 28/08/2020

Não é mais novidade que o Home Office chegou para criar raízes no Brasil. O modelo que, por muito tempo, era privilégio de poucos precisou ser adotado no país inteiro após o início da pandemia causada pelo Coronavírus. Agora, estudos e especialistas apontam que grande parte das empresas, antes contra o trabalho remoto, já estão se preparando para manter o modelo após o final da pandemia.

De acordo com um estudo realizado pela Revista Exame, 74% dos empregadores pretendem manter o trabalho remoto mesmo quando o isolamento social não for mais necessário. A eficácia do modelo, o aumento da produtividade, a possibilidade de realizar reuniões, debates e até confraternizações por videoconferência são alguns dos muitos motivos que contribuíram para essa mudança de pensamento e comportamento nas empresas.

Para a psicóloga organizacional, professora do curso de Recursos Humanos do UniMetrocamp, Roseli Filizatti, a pandemia estimulou muito o uso da tecnologia, dando uma outra alternativa para as organizações sobreviverem em meio à crise, mas que o aumento da produtividade é ponto principal para mudança de pensamento dos empregadores.

“O trabalho home office pode trazer vantagens e desvantagens, dependendo de como a empresa e colaborador se estruturem e se organizem para tal. Em relação a produtividade percebeu-se que houve um aumento significativo, fato esse influenciado por diversos fatores. Os principais estão relacionados à exclusão do deslocamento, aumento de foco e concentração, utilização de novas ferramentas de acompanhamento e controle das atividades e consequente possibilidade de auto-gestão das atividades diárias”, afirma a professora. 

Esses fatores geram vários reflexos positivos associados ao aumento da motivação e produtividade. Por exemplo, com a exclusão do deslocamento as pessoas trabalham menos cansadas, mais dispostas fisicamente e ainda com a possibilidade de tomar um café ou fazer um lanchinho rápido durante o dia. Com a autogestão do tempo e rotina de atividades, cada pessoa consegue fazer as atividades no seu momento, em sua sequência de preferência, respeitando inclusive seu relógio biológico para essa escolha.

A professora ainda completa que mesmo as empresas que não pretendem levar todo seu time para o regime home office integral devem considerar um modelo híbrido. Diante de todas essas vantagens com o trabalho remoto, entende-se que a tendência é que a empresa adote posturas mescladas entre as atividades laborais home office e presencial, que estará associada ao tipo de atividade executada e perfil do colaborador no cargo. Não existe regra fixa para isso, dependerá da cultura de cada empresa e perfil dos gestores. O que sabemos é que nunca mais será como antes, e que todos (empresa e colaboradores) precisarão estar preparados para essa nova rotina. 

Sobre o Centro Universitário UniMetrocamp

O Centro Universitário UniMetrocamp é referência em educação com qualidade e inovação desde 2002, oferecendo aos alunos educação de padrão internacional, por meio de um corpo docente especializado, infraestrutura de nível mundial – com 29 laboratórios para os cursos específicos, de última geração, 15 laboratórios de informática, 05 clínicas de saúde, bibliotecas com acervo atualizado e salas de aula modernas – além de programas de suporte ao aluno (Care) e programas internacionais, como curso de inglês, intercâmbio e palestras com professores estrangeiros. Com 18 anos de experiência em Campinas/SP, a instituição investe constantemente para formar cidadãos profissionais com experiência de aprendizado internacional, capazes de suprir as demandas do mercado de trabalho, bem como atingir seus objetivos educacionais e de carreira.

Cursos e estrutura

O Centro Universitário UniMetrocamp possui 35 cursos de graduação e 38 cursos de Pós-Graduação nas áreas de Arquitetura, Comunicação, Design, Direito, Engenharia, Gastronomia, Gestão e Negócios, Saúde, Tecnologia e Educação. Com mais de 14 mil m² de infraestrutura de padrão internacional, a faculdade possui 29  laboratórios de cursos específicos, com equipamentos de última geração, 15 laboratórios de informática,  05 clínicas  de saúde, 77 salas de aula modernas e equipadas com ar condicionado e 1 auditório com capacidade para cerca de 250 pessoas.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *