fbpx
Monday, August 3, 2020
-Smart Writers & Smart Content & Smart Readers-


O Coronavírus já é uma pandemia e casos devem aumentar

Há cinco dias, não se falava em pandemia. Mas, apenas nas últimas 48 horas, a  disseminação e o alcance do…

By Redação , in Brasil Mundo News & Trends São Paulo , at 11/03/2020

Há cinco dias, não se falava em pandemia. Mas, apenas nas últimas 48 horas, a  disseminação e o alcance do vírus aumentou tanto, que fez com que o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva nesta segunda-feira (9), evidenciasse que os casos triplicaram nos países afetados pelo Covid – 19. 

O alerta foi dado para a transmissão contínua entre pessoas. Já são mais de 18 mil casos em 114 países, com 4 mil mortos, apenas na China. 

Contaminação invisível

Gotículas minúsculas de saliva, se espalham com espirros, catarro, na fala e na tosse. Em contato com as mucosas, olhos, nariz e boca, são responsáveis pela contaminação direta,bem como beijos, apertos de mão e abraços.

Superfícies não higienizadas, como celulares, corrimãos, botões, teclas, apoios de transporte públicos e maçanetas, devido ao vírus depositados, e que passam de mão em mão são responsáveis pela contaminação indireta, também através de toques nos olhos, mãos e boca.

A pandemia na história

A maior pandemia que já existiu, foi a de gripe espanhola em 1918: matou pelo menos 50 milhões de pessoas no mundo todo, de 1918 a 1919.

A última vez que a OMS declarou uma pandemia foi em 2009, para a influenza H1N1, que segundo pesquisadores infectou 1 bilhão de pessoas apenas nos primeiros seis meses e centenas de milhares no ano em que o vírus foi detectado. Os números do Covid-19 estão muito abaixo disso até o momento.

Apesar dos índices alarmantes, a OMS não pretende sugerir novas recomendações no combate ao vírus, entre as já tomadas por cada governo.

A variação dos sintomas 

Dos mais comuns, como tosse (seca ou com secreção), e estado febril acima de 37º; aos mais graves acrescentando dificuldade de respirar, e insuficiência renal, os indícios como dores no corpo, garganta inflamada, diarréia, e congestionamento nasal, devem ser um alerta, para só então buscar auxílio em uma unidade de saúde, que busca sobretudo cuidar dos doentes e públicos prioritários.

Comments


Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *